TRE-RJ aceita denúncia contra o deputado reeleito Marcos Abrahão

Parlamentar é acusado de desobediência eleitoral, desacato a funcionário público e crime contra a honra, por injúria e difamação

Manuela Andreoni, iG Rio de Janeiro |

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) aceitou, com unanimidade, denúncia criminal contra o deputado estadual reeleito Marcos Abrahão (PTdoB), nesta quinta-feira (14). O Ministério Público Eleitoral havia encaminhado a representação, que denuncia o parlamentar por desobediência eleitoral, desacato a funcionário público e crime contra a honra, por injúria e difamação.


O parlamentar teria desacatado um Oficial de Justiça designado para cumprir um mandado de notificação para que ele retirasse, em 48 horas, adesivos fixados em veículos que trafegavam por Búzios. A propaganda dizia “Deputado estadual Marcos Abrahão esse nome dá trabalho”.


Segundo o oficial, o deputado disse que o juiz eleitoral Rafael Rezende das Chagas, responsável pelo mandado, seria “safado e bandido” e “vociferou palavras de baixo calão” enquanto rasgava a ordem judicial. “Não vou obedecer”, teria dito Abrahão antes de retornar ao plenário da Alerj. Segundo o oficial, os deputados Marcelino d’Almeida, Renato de Jesus, Noel de Carvalho e Marcos Figueiredo presenciaram a cena.


Marcos Abrahão teve o registro de sua candidatura à prefeitura de Rio Bonito impugnado, em 2004. Ele é suspeito de ter participado do assassinato do ex-deputado estadual Valdeci de Paiva, de quem era suplente. Abrahão chegou a ser cassado por quebra de decoro na Alerj, em 2003, mas conseguiu se manter no cargo por meio de liminares. O deputado não foi encontrado pelo iG para comentar as denúncias.

    Leia tudo sobre: Eleições RJ

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG