TRE-MA proíbe Dino de usar imagem de Dilma

Há quase duas semanas, candidato já havia sido impedido de utilizar áudio da presidenciável

Wilson Lima, iG Maranhão |

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) proibiu o candidato ao governo do Estado, Flávio Dino (PCdoB), de utilizar imagens de arquivo da presidenciável Dilma Rousseff (PT) na sua campanha na televisão. Há duas semanas, Dino já havia sido proibido de usar áudio de arquivo em seu programa de rádio.

A corte do TRE-MA acompanhou o voto do desembargador José Joaquim Figueiredo dos Santos, relator da representação impetrada pela coligação “O Maranhão não pode parar”, de Roseana Sarney (PMDB), contra o comunista. No seu voto, Figueiredo dos Santos afirmou que “é notória a tentativa do Flávio Dino de atrelar a candidatura de Dilma Rousseff e o apoio do presidente Lula à sua campanha, o que não condiz com a realidade”, disse.

Em agosto, Dino utilizou imagens de arquivo de um comício realizado por Dilma Rousseff em São Luís, durante as eleições de 2008 em seu programa eleitoral. Na ocasião, a então ministra-chefe da Casa Civil do governo Lula (PT) afirmou que “o Lula tem lado, o lado do Lula é o lado dos homens como Flávio Dino. Ele me mandou aqui para fazer essa declaração”, em referência à disputa pela prefeitura de São Luís. Em 2008, Dino concorria ao cargo de prefeito de São Luís contra o tucano João Castelo (PSDB).

Há duas semanas, Dino foi proibido de utilizar o áudio desse comício em seu programa de rádio, caso não deixasse claro quando ocorreram as declarações da presidenciável. Dino, por sua vez, classificou como honesto, o uso da imagem e dos áudios de Dilma Rousseff em seus programas eleitorais no rádio e TV. “Ninguém é dono da Dilma”, justificou-se Dino sobre a polêmica.

    Leia tudo sobre: eleições maflávio dinojustiça eleitoral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG