TRE promete apuração rápida

No Amazonas, 30 mil pessoas trabalharão na eleição, que vai custar R$ 12 milhões e ônibus gratuito em Manaus

Eduardo Asfora, iG Amazonas |

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargadora Maria das Graças Figueiredo, informou hoje que 30 mil pessoas vão participar, no interior e em Manaus, da segurança e da fiscalização nas eleições no Estado. E que foram investidos cerca de R$ 12 milhões de reais em equipamentos e profissionais.

“Os técnicos responsáveis pelo envio de dados chegam amanhã às comunidades mais distantes e assim vamos terminar a apuração o mais rápido possível,” afirmou. As eleições serão realizadas sob o signo da Lei Seca – venda e consumo de bebida alcoólica em locais públicos – e o eleitor de Manaus terá transporte gratuito.

Transporte

A desembargadora revelou que técnicos da Superintendência Municipal de Trânsito Urbano (SMTU) visitaram todas as garagens das empresas de transporte coletivo em Manaus. A ação serviu para lacrar todos os ônibus sem condições de circular. Na primeira visita, 95 veículos foram descartados.

Eles estavam com janelas quebradas e sem pneus, entre outros problemas. A comitiva também fez um registro dos coletivos aptos para ir às ruas no domingo. Segundo a juíza eleitoral Anagaly Bertazo, a fiscalização foi apenas uma prévia. “No dia 3, nós vamos voltar às garagens para verificar se as empresas estão respeitando a determinação,” acrescentou.

O balanço final da quantidade de ônibus que vai poder trafegar no dia da eleição só vai ser divulgado pelo TRE neste sábado (2). O TRE também fez nesta sexta-feira a distribuição das 3.063 urnas nas 13 zonas eleitorais de Manaus. Outras 3.695 foram enviadas aos municípios do interior há 15 dias para evitar problemas devido à forte seca atinge os rios do Estado, dificultando a chegada dos barcos.

A instalação das urnas foi acompanhada por 150 técnicos, supervisores e coordenadores do TRE. Eles verificaram se a urna está funcionando e se a seção que aparece na tela é a mesma do local de votação. Os locais serão vigiados por policiais militares até este domingo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG