TRE multa Jaques Wagner em R$ 10 mil por propaganda antecipada

O juiz entendeu que na propaganda partidária do PP, deputados elogiaram a gestão Wagner destacando a figura do governador

Lucas Esteves, iG Bahia |

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Bahia decidiu multar o governador Jaques Wagner (PT) em R$ 10 mil por propaganda eleitoral antecipada em programa de TV do PP, aliado do petista no Estado. O juiz Ruy Eduardo Almeida Britto considerou que as falas do deputado federal João Leão e do estadual Luiz Argôlo, elogiando o governador, beneficiavam Wagner no período pré-eleitoral.

Na propaganda partidária, Leão e Argôlo ressaltaram a presença do PP na administração petista e destacaram as realizações da gestão atual, centrando os discursos na figura do governador. Para o juiz, as falas incutem no imaginário do eleitor que Wagner é a única opção para a continuidade do desenvolvimento estadual e, por isso, desequilibra a disputa eleitoral.

Na defesa apresentada pelo governo, foi alegado que Jaques Wagner não teria conhecimento do teor das declarações dos pepistas na peça publicitária, o que não foi aceito pelo TRE. O magistrado alegou que devido ao meio escolhido para haver a veiculação da campanha do partido, seria impossível para o governador não ter ciência do que os deputados disseram na TV sobre ele.

A presidência do PT da Bahia não foi encontrada para comentar a decisão do TRE. Além de Wagner, os deputados do PP também foram mutados com o mesmo valor.

    Leia tudo sobre: Jaques WagnerPTPPBahiaeleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG