TRE limita folga de mesários no Amazonas

Medida é para evitar críticas. Tribunal avisa que nove sessões eleitorais mudaram de endereço

Menezes y Morais, iG Brasília |

A desembargadora Maria das Graças Pessoa Figueiredo, presidenta do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE), limitou o número de folga dos servidores nomeados para compor as juntas eleitorais. A medida é para evitar críticas de outros poderes. No ofício, publicado hoje no sitio do TRE, afirma que o número de folgas concedidas nas duas últimas eleições foi “bastante expressivo”

Por este motivo, acrescentou a desembargadora, "o Tribunal recebeu reclamações, o que deve ser evitado” em 3 de outubro. "As folgas não podem ultrapassar quatro dias por turno.” A restrinção vale para todos os servidores convocados para auxiliar nos trabalhos das mesas receptoras, conforme o artigo 98 da lei nº 9.504/97.

Seções transferidas

Por outro lado, o TRE amazonense informa que houve mudança de local em nove sessões eleitorais que funcionavam na Escola Estadual Gonçalves Dias. A escola entrou em reforma em junho e a previsão é que até o dia 3 de outubro o colégio ainda esteja em obra. Resultado: as nove seções eleitorais que funcionavam na escola foram transferidas para outro local.

“E os 3.262 eleitores desse colégio, este ano, irão votar nas seções no Centro Profissionalizante do Amapá (CEPA), na Avenida Maria Quitéria, em frente ao Cemitério São José, no bairro Buritizal, em Manaus. Gisele Aguiar, chefe de cartório da 2ª Zona Eleitoral, disse por meio da nota “que qualquer dúvida sobre o local de votação é só entrar em contato com a 2ª ZE pelo telefone 2101-1556."

E acrescentou: "Estamos aqui à disposição para qualquer esclarecimento ao eleitor destas seções. É importante que esses eleitores sejam avisados com antecedência da mudança do local de votação para evitar transtornos no dia 3 de outubro"..

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG