Transporte aéreo atenderá cerca de 50 mil índios nas eleições de outubro. Índios vão usar urnas eletrônicas

O Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) usará helicópteros para distribuição e recolhimento de urnas eletrônicas em áreas indígenas isoladas. A transmissão de dados será feita com a utilização de equipamentos de comunicação via satélite. As medidas pretendem dinamizar o processo eleitoral. O TRE não informou sobre a quantidade de seções eleitorais localizadas em áreas indígenas.

No entanto, estima-se que elas somem 47. No Estado existem 32 reservas pertencentes aos índios, nas quais moram pouco mais de 50 mil pessoas. O TRE-RR não soube informar a quantidade de eleitores residentes em terras indígenas. Os Yanomami, uma das etnias mais isoladas do país, não votam. Para garantir o andamento do pleito, 40 servidores públicos trabalharão em 3 de outubro.

Os índios também atuarão como mesários. Para se ter uma ideia, nas comunidades Serra do Sol e Manalai, localizadas na reserva indígena Raposa Serra do Sol – no extremo norte de Roraima – todos os mesários serão índios.

Nas malocas do Jatapuzinho, no município de Caroebe, Caju e Água Fria, ambas no Uiramutã, e em outras comunidades do Uiramutã, o presidente de mesa receptora é morador da sede do município e os demais membros serão indígenas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.