Tião Viana declara vitória no AC, mas TRE não ratifica resultado

Restando apuração de 1% das urnas, o candidato do PT tem 50,4% dos votos válidos; resultado oficial deve sair às 11h

Rodrigo Rodrigues, enviado ao Acre |

O senador Tião Viana, candidato do PT ao governo do Acre, se declarou governador eleito nas primeiras horas desta segunda-feira, mas o resultado não foi ratificado pelo Tribunal Regional Eleitoral e está sendo contestado pelo principal adversário, Tião Bocalom.

Restando a apuração de 1% das urnas, o candidato do PT tem 50,4% dos votos válidos, somando 2954 votos a mais que o total registrado pelos dois principais concorrentes, Tião Bocalom (PSDB) e Gouveia o Tijolinho (PSOL), que totalizaram até agora 49,25% e 0,31% dos votos, respectivamente.

Por conta da diferença estreita de votos, o tucano Bocalom se recusa a declarar derrota, visto que o TRE acriano ainda tem cerca de 20 urnas para apurar. Essas urnas tiveram problemas de transmissão e estão localizadas em áreas ribeirinhas e aldeias indígenas do Estado.

Para que os dados sejam computados, a Força Aérea Brasileira (FAB) usará helicópteros e aviões para chegar a essas aldeias nos municípios de Cruzeiro do Sul e Tarauacá nas primeiras horas desta segunda-feira. Até lá, o presidente do TRE do Acre, Arquilau de Castro Melo, diz ser impossível anunciar um vencedor antes das 11h00 da manhã desta segunda.

O candidato do PT, Tião Viana, argumentou, contudo, que mesmo que todos os votos dessas 20 urnas forem para os adversários, será impossível reverter o resultado favorável a ele. “A matemática existe para provar que as pessoas precisam ter o mínimo de inteligência. Se todos esses votos não somam mais que os meus, eu sou o vencedor legítimo”, disse Viana após discursar em frente a sede do governo acriano, em Rio Branco.

O candidato afirmou, porém, que as urnas a serem apuradas ainda podem levar a disputa no Acre para o segundo turno. O tucano afirma que não se declarará vencido até que o TRE ratifique o resultado, apurando 100% dos votos no Estado.


Disputa acirrada

A disputa acirrada entre Tião Viana e Tião Bocalom nas urnas surpreendeu todos os moradores de Rio Branco, capital acriana. O Estado é governado pelo PT há doze anos e todas as pesquisas de intenção de voto indicavam que Viana levaria o governo estadual com folga.

Após o fechamento das sessões de votação, uma multidão de acrianos invadiu as ruas de Rio Branco com bandeiras e faixas do PT, comemorando a vitória de Viana que se anunciava. A multidão se encontrou na chamada “Concha Acústica”, tradicional ponto de manifestação política da capital, para acompanhar a apuração dos votos.

A medida que as urnas iam sendo abertas, os moradores de Rio Branco foram ficando apreensivos e sentiram que a vitória de Viana estava ameaçada. Alguns desistiram de acompanhar a apuração em praça pública e voltaram para casa. Parte dos eleitores permaneceram na Praça Central e só se dispersaram após a auto-proclamação de vitória de Tião Viana.

O senador petista atribui o resultado apertado às “mentiras, irresponsabilidade e deslealdades”dos adversários durante o processo eleitoral. O virtual governador acriano afirma, porém, que o quarto mandato seguido do PT no Estado significa que os moradores do Estado estão de acordo com a gestão petista na região.

O resultado apertado, segundo Viana, não afetará a administração dele no Estado. “Esse resultado só vai me ajudar a fazer um governo melhor, talvez melhor do que se eu imaginasse numa vitória muito folgada de votos. Acho que na vida a gente tem que ter compromisso com aquilo que afirmam ser correto para a população, como a redução das desigualdades e melhoria da qualidade de vida”, disse o candidato petista.

    Leia tudo sobre: eleições acpturnas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG