Tião Viana começa transição no Acre

Governador eleito se reúne com deputados da base aliada; plano de governo tem cinco áreas básicas

Menezes y Morais, iG Brasília |

Começou a transição de governo no Acre. O governador eleito, Tião Viana (PT), disse através de sua assessoria que o governador Binho Marques (PT) desde ontem está liberando documentos de estado para o escritório de transição. Essas informações são vitais para o governo eleito elaborar a primeira das cinco áreas do plano de governo.

As áreas do plano de governo não foram reveladas. O novo governo, que tomará posse dia 1º de janeiro, a partir da próxima semana, continuará recebendo os deputados estaduais em grupo e individualmente, “para opinarem sobre as equipes de transição e de governo.” Viana articula sua base de sustentação na Assembleia Legislativa.

Frente popular

Neste sentido, o governador eleito reuniu-se ontem com deputados cujos mandatos terminam em 31 de dezembro. E os 16 parlamentares eleitos dia 3 de outubro, que vão compor a base de sustentação. Eles representam os partidos que compõem a Frente Popular do Acre (FPA). Os deputados foram recebidos por Viana no escritório de transição em Rio Branco, “para uma primeira troca de experiência.”

De acordo com a assessoria, o coordenador da equipe de transição, professor José Fernandes do Rêgo, mostrou aos deputados a metodologia da transição. Ainda conforme a assessoria do governador eleito, a composição para a mesa diretora da Assembléia Legislativa na próxima legislatura não constou da pauta da primeira reunião da transição.

Democracia

Este assunto será debatido após a diplomação dos deputados eleitos e reeleitos, na segunda quinzena de dezembro. “A Assembléia Legislativa – disse o governador eleito aos deputados – é a base da governabilidade, onde se vota as leis e se ajusta as bases legais do Estado. É o parlamento que ouve a sociedade e traduz seu sentimento em reflexões, debates e opiniões. É a base da democracia.”

Para Viana, “num Estado em que temos cada vez mais uma população maior, com evidentemente crescimento da interface com o governo, isso significa mais democracia, mais participação da sociedade e melhor resposta do Governo ao que a sociedade reivindica,” acrescentou.

O futuro governador do Acre teria dito ainda que vai reunir-se com os deputados federais eleitos e reeleitos na próxima semana. O senador eleito Jorge Viana e o futuro senador Aníbal Diniz também deverão participar dos encontros.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG