Temer vê versão paulista do voto 'Dilmasia'

Vice de Dilma diz enxergar fenômeno onde eleitores de São Paulo dedicam o voto à chapa de Dilma e a Quércia para Senado

Nara Alves, iG São Paulo |

O presidente da Câmara e vice na chapa presidencial petista, Michel Temer (PMDB-SP), acredita que esteja ocorrendo em São Paulo a versão paulista do “Dilmasia”, o voto casado na presidenciável petista Dilma Rousseff (PT) e no governador Antonio Anastasia (PSDB), candidato à reeleição em Minas Gerais.

Em São Paulo, a combinação que vem ocorrendo, segundo ele, é o voto nele próprio para vice - ou seja, em Dilma - e no candidato ao Senado, o ex-governador Orestes Quércia (PMDB), que disputa a eleição na chapa do candidato tucano José Serra (PMDB).  “Os peemedebistas aqui ( em São Paulo ) estão fazendo uma chapa curiosa, Temer vice e Quércia senador”, afirmou.

Para Temer, o “fenômeno curioso” é reflexo da reunificação do partido nacionalmente. “O PMDB está reunificado. Na minha reeleição à presidência do partido, coisa que eu não queria, tivemos algumas dissidências, o Quércia é uma”, lembrou. Ele acredita, no entanto, que caso a chapa petista seja eleita, o governo terá o apoio de mais um senador. “Se o Quércia for eleito e nós formos eleitos, eu tenho certeza que teremos mais um senador apoiando o governo”, disse.

    Leia tudo sobre: eleições dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG