Temer: Tuma foi um dos 'formuladores do sistema democrático'

Mesmo à frente do Dops, Tuma administrou bem os conflitos dentro do órgão, disse o candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff

Rodrigo Rodrigues, iG São Paulo |

O deputado federal Michel Temer, vice na chapa de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República disse nesta quarta-feira que o senador Romeu Tuma, que morreu ontem em São Paulo, foi um dos formuladores do sistema democrático brasileiro. Ao passar pelo velório na Assembleia Legislativa de São Paulo, o candidato afirmou que mesmo à frente do Departamento de Ordem Pública Social (Dops) da ditadura militar, Tuma administrou os conflitos dentro do órgão de maneira “muito democrática”.

Falando também em nome da candidata Dilma Rousseff, o deputado Michel Temer afirmou que conviveu com o Tuma diretamente duas vezes, quando foi secretário de Segurança Pública do Estado. Ele descreveu o senador como um “profissional extraordinário, de uma competência inegável”. “Nas várias atividades que ele exerceu, ele sempre exerceu com critérios extremamente democráticos. E acho que nesse sentido, ele também ajudou na formulação do sistema democrático do País”, declarou Temer.

Além do vice na chapa de Dilma, o cardeal Arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, também passou pelo velório de Romeu Tuma e afirmou que veio até o local para “transmitir uma palavra de carinho” à família do senador. “Vim trazer uma palavra de consolo à família e à esposa do senador e dizer quer estamos rezando por ele”, disse o cardeal.

    Leia tudo sobre: romeu tumavelório

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG