Temer já fala em partilha de governo Dilma

Em almoço entre ministros e senadores, candidato a vice na chapa de Dilma pediu que senadores façam campanha para a candidata

Adriano Ceolin, iG Brasília |

nullO candidato a vice-presidente da República, na chapa de Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (PMDB), já defende a divisão do governo entre os aliados mesmo antes da eleição. Ouça aqui o áudio de parte do discurso do deputado paulista.

“Estamos todos em boa companhia, partilhando o pão. Nós estamos partilhando aqui o pão na casa do Gim Argello. A partir da partilha do pão que, ora aqui fazemos, nós queremos partilhar o próximo governo da Dilma", afirmou Temer.

A declaração foi feita nesta terça-feira (3) durante discurso em almoço entre 38 senadores da base aliada e 18 ministros. O evento ocorreu na casa do vice-líder do governo no Senado, Gim Argello (PTB-DF). Na oportunidade, eles discutiram como será atuação dos ministros na campanha.

Ainda durante discurso para os senadores, Temer afirmou que o encontro servia para troca de informações entre o atual governo e o futuro. "Esta breve conversa é uma coisa muito útil e extremamente saudável. É uma troca de informações entre o governo que está e o governo que chegará. De modo que o encontro entre os senadores e os ministros é muito oportuno", disse.

Temer foi o único dos presentes a discursar. Como usou um microfone, suas declarações puderam ser ouvidas por jornalistas que estavam na frente da casa de Gim. Na saída do almoço, o deputado foi questionado sobre o compartilhamento de cargos e, desta vez, preferiu ser mais comedido.

"Tivemos aqui o pão na casa gentilíssima do Gim Argello. Tivemos uma troca de ideias, uma confraternização entre os ministros da base", disse. Segundo Temer, nesta quarta-feira, será a vez de os deputados promoverem uma reunião similar.

Questionado sobre especificamente sobre a delcaração sobre partilhar "o pão e o governo", Temer afirmou que se trata "de uma consequência natural". "Quisemos lançar uma mensagem de otimismo e esperança, sem nenhuma arrogância", afirmou.

Ainda durante seus discurso, Temer também pediu que os senadores façam campanha para Dilma e para ele nos Estados. "A campanha depende de vocês", disse.

    Leia tudo sobre: Michel TemersenadoresGim Argello

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG