Temer diz ser 'inútil' investida de Serra no PMDB

Padilha também minimiza importância de ato promovido por Aécio Neves em Minas para apoiar Serra

Agência Estado |

selo

O candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (PMDB), minimizou hoje a possibilidade de desembarque de setores do PMDB da candidatura de Dilma. Temer, que participou em Belo Horizonte (MG) de um encontro com lideranças do partido, classificou como "inútil" a investida da campanha do candidato tucano à Presidência, José Serra, entre peemedebistas da Bahia e do Rio Grande do Sul.

Presente ao evento, o ministro das Relações Institucionais licenciado, Alexandre Padilha, minimizou o anunciado empenho do ex-governador de Minas e senador eleito Aécio Neves (PSDB) na mobilização de prefeitos mineiros para combater o chamado voto "Dilmasia", de apoio simultâneo a Dilma e ao governador reeleito Antonio Anastasia (PSDB). Ontem, Serra participou de um ato organizado por Aécio com prefeitos e lideranças mineiras.

"A relação que nós temos com os prefeitos não é uma relação de véspera de eleição. Nós construímos ao longo dos oito anos do governo do presidente Lula (Luiz Inácio Lula da Silva) uma relação de extrema parceria com os prefeitos e prefeitas de Minas Gerais", disse Padilha.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições dilmaeleições mg

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG