Candidato do DEM ao governo da Bahia afirma que não é o presidente da República quem vai resolver os problemas do Estado

Paulo Souto, candidato demista ao governo da Bahia, utilizou os dez minutos de entrevista concedidos ao telejornal Bahia Meio Dia, da TV Bahia, nesta segunda-feira, basicamente para atacar a administração do governador Jaques Wagner (PT), candidato à reeleição. Além disso, Souto buscou desatrelar a imagem do presidente Lula à de ações do oponente petista na Bahia. “Você tem que votar a quem seja capaz de resolver o problema da Bahia e isso não é o presidente Lula quem resolve”, afirmou.

“O governo se esconde muito na sombra do Governo Federal, mas não é o presidente Lula o responsável principal pela educação, segurança ou saúde na Bahia. Isso é papel do governador” continuou. Paulo Souto repetiu suas críticas aos setores de Segurança Pública, Saúde e Educação, e se disse detentor da verdade face às supostas mentiras divulgadas na propaganda institucional do governo Wagner.

Souto admitiu sua queda nas últimas pesquisas, atribuindo-a a “oscilações em algumas cidades do interior”, mas acredita nos vinte dias de campanha restantes para apresentar suas propostas. O candidato afirmou também que não vai mudar a estratégia de propaganda eleitoral, podendo fazer algumas mudanças mínimas, “mas nada dramático”, garantiu.

Ele citou mais uma vez o programa estadual TOPA - Todos pela Alfabetização - como “um libelo muito forte contra o governo”, que divulgou em sua publicidade oficial o número de 500 mil alfabetizados desde 2007. “Veio do IBGE, que é um órgão do Governo Federal, e falou que foram 86 mil”, lembrou. Ainda segundo Souto, sua luta é para que as pessoas conheçam exatamente o que está acontecendo na Bahia”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.