Souto acusa Wagner de fazer propaganda em desfile

Maior ala do desfile, capitaneada por governador, estava repleta de balões, faixas e cartazes com slogans de ações de sua gestão

Aura Henrique, iG Bahia |

O candidato ao governo da Bahia pelo Democratas, Paulo Souto, acusou o governador Jaques Wagner (PT), nesta sexta-feira (2), de abusar da máquina governamental com intuito eleitoreiro, promovendo sua gestão com ostensivas propagandas durante o cortejo do Dois de Julho, em Salvador.

A maior ala do desfile, capitaneada por Wagner, estava repleta de balões, faixas e cartazes com slogans de ações de sua gestão, o que, segundo Souto, estaria desvirtuando o “espírito cívico da festa”.

Souto afirmou ainda que o evento marcava o fim da “fase mais difícil da campanha”, já que a partir deste sábado (3) todos os candidatos passam a dispor, segundo o Calendário Eleitoral 2010, das mesmas condições de exposição, estando vedadas a agentes públicos que concorrem ao pleito a participação em inaugurações de obras públicas e divulgação de ações de governo.

“O governo está usando e abusando da propaganda. Até no desfile há balões com programas do governo, isso é um abuso da força da máquina pública”, desabafou.

De acordo com o assessor de Comunicação do governador, Ernesto Marques, os investimentos em propaganda para o 2 de Julho este ano foram exatamente iguais ao do mesmo evento no ano passado.

"A época em que Souto era governador foi de grandes escândalos envolvendo propaganda na Bahia”, disse. Marque afirmou também que os gastos em propaganda do atual governo são idênticos aos gastos realizados no governo Souto, sem levar em consideração o deságio da moeda.

    Leia tudo sobre: wagnereleiçõesbahia. dois de julho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG