Somos Minas: pedido de cassação é improcedente

Coligação divulga nota rebatendo acusações de Hélio Costa

iG Minas Gerais |

A coligação Somos Minas Gerais divulgou na noite de sexta-feira (27/08) uma nota em que rebate as acusações de Hélio Costa e considera improcedente a cassação do registro de sua candidatura: 

"A Coligação Somos Minas Gerais esclarece que os convênios firmados pelo Governo de Minas e as prefeituras municipais cumpriram rigorosamente os termos e os prazos determinados na legislação vigente, respeitando integralmente as exigências da Justiça Eleitoral, e realizados nos mesmos moldes dos convênios assinados pelo governo federal com prefeituras e estados.

As afirmativas feitas pela coligação Todos Juntos por Minas Gerais acerca do assunto são, portanto, improcedentes. Os números divulgados também não correspondem ao conjunto de convênios celebrados.

Em 2010, o Governo de Minas firmou 1.624 convênios com 804 prefeituras no montante de R$ 678 milhões, e não 3.545 convênios com 842 prefeituras, como justifica a Coligação Juntos por Minas Gerais."

    Leia tudo sobre: Eleições MG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG