Assessoria de Siqueira Campos divulgou nota acusando governador de Tocantins de pagar convênios como moeda política

O governador de Tocantins e candidato à reeleição Carlos Gaguim (PMSB) usou a máquina publica para conseguir apoio político junto aos prefeitos, conforme nota divulgada a pouco pela assessoria do ex-governador Siqueira Campos (PSDB). Gaguim e Siqueira disputam reeleição ao governo do Estado.

A nota da coligação Tocantins Levado a Sério – liderada por Siqueira Campos – assegura que “o volume de recursos em pagamentos de convênios voluntários (incluindo os de emendas parlamentares) do governo do Estado às prefeituras do Tocantins subiu 5.147,32%, comparado a junho com abril. Junho era o último mês para o governo estadual firmar novos contratos com o município.”

Em dinheiro – acrescenta a nota – “os pagamentos de convênios em junho totalizaram a quantia de R$ 32.666.797,93, contra apenas R$ 622.543,00 de abril. A diferença ficou em R$ 32.044.254,93. A coligação Tocantins Levado a Sério optou pela comparação com abril por entender que esse é um mês normal da administração estadual.”

“Os convênios foram utilizados com o intuito exclusivo de obter apoio político dos gestores municipais para a chapa encabeçada pelo governador Gaguim. A coligação encabeçada por Siqueira Campos identificou que, em junho, 90 prefeituras, ou seja, 64,75%, das 139 prefeituras do Estado receberam repasses de convênios”.

No início de julho “pouco depois dos pagamentos dos convênios serem confirmados, a assessoria de Gaguim divulgou nota informativa assegurando que ele conta com o respaldo de cerca de 100 prefeitos do Estado. Os prefeitos que firmaram compromisso com Siqueira Campos, por estarem declaradamente na oposição à reeleição de Gaguim, ficaram fora dos convênios do Estado.”

Como exemplos, foram citados “os municípios de Paraíso do Tocantins, governado por Paulo Tavares (PR), Gurupi, de Alexandre Abdalla (PR), de Miracema, de Júnior Evangelista (PSDB), de Santa Fé do Araguaia, de Valtenis Lino (PMDB), não receberam qualquer repasse de convênio em junho”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.