Sindiposto diz que vai processar Siqueira e Vicentinho

Candidatos da coligação ¿Tocantins Levado a Sério¿ denunciaram cartel de combustíveis em Palmas

Menezes y Morais, iG Brasília |

A direção do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Estado do Tocantins (Sindiposto-TO) informou em nota que vai processar o deputado federal Vicentinho Alves (PR) e o ex-governador Siqueira Campos (PSDB), por terem denunciado a existência de “cartel de combustíveis” em Palmas, capital. O Sindiposto nega a existência de cartelização no preço dos combustíveis.

Vicentinho e Siqueira são candidatos a deputado federal e governador do Estado, pela coligação “Tocantins Levado a Sério,” que disputa com a coligação “Força do Povo,” do governador e candidato à reeleição Carlos Gaguim (PMDB).Também em nota distribuída, Vicentinho se disse “indignado com a postura do Sindiposto.

“A manifestação mostra que o Sindiposto está contra os interesses da população de Palmas que, há muitos anos, espera poder pagar um preço justo pelo combustível. Em Porto Nacional o litro da gasolina chega a ser 40 centavos de real mais barata do que em Palmas.” As declarações de Vicentinho repercutiram junto a Siqueira Campos.

Turismo

Durante o debate dos candidatos a governador na TV Bandeirantes na última quinta-feira (12), Siqueira questionou Gaguim (PMDB) e criticou “os altos preços dos combustíveis em Palmas e a padronização dos valores em todos os estabelecimentos. O presidente do Sindiposto é Eduardo Augusto Rodrigues Pereira, cunhado do governador."

Siqueira disse ainda que "Eduardo Pereira é filho do empresário João Batista Pereira, proprietário da empresa de turismo, a principal fornecedora de passagens aéreas do governo do Estado nesses governos do PMDB.” Em nota da assessoria da coligação “Tocantins Levado a Sério”, Vicentinho e Siqueira “querem mesmo ser processados pelo Sindiposto.”

Assim, acrescenta a nota, ambos poderão “comprovar que estão defendendo os interesses da população. Se este processo é o que teremos que pagar para que o povo de Palmas tenha a gasolina mais barata, não nos importaremos e vamos arcar com os custos. O mais importante é a comunidade ficar livre do cartel.”

    Leia tudo sobre: eleições tosiqueiravicentinhocarteltocantins

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG