Simão Jatene volta ao governo do Pará

Candidato tucano derrotou a petista Ana Júlia Carepa, que concorria à reeleição

Pollyanna Bastos, iG Pará |

O candidato do PSDB ao governo do Pará, Simão Jatene, confirmou as previsões dos institutos de pesquisa e venceu a disputa contra a petista Ana Júlia Carepa, que concorria à reeleição. Com 90,77% dos votos apurados, Jatene tinha 56,20% dos votos válidos e a atual governadora, 43,80%.

Agência Estado
O governador eleito do Pará pelo PSDB, Simão Jatene, ao votar em Belém na manhã deste domingo
Com a vitória, o candidato tucano retorna ao posto que ocupou entre 2003 e 2006 - em 2002, Jatene, que ajudou a fundar o PSDB, em 1988, concorreu a um cargo eletivo pela primeira vez. Até então, Simão Robison Oliveira Jatene, de 62 anos, havia sido secretário de Planejamento no Pará durante o governo de Jader Barbalho e no de Almir Gabriel, e secretário-geral do Ministério da Previdência Social e do Ministério da Reforma Agrária.

Jatene estreou em eleições ao derrotar outra candidata do PT, Maria do Carmo, em uma disputa apertada pelo governo do estado no segundo turno: 51,7% a 48,3% dos votos. Neste ano, por pouco ele não garantiu a vitória no primeiro turno, em que obteve 48% dos votos.

Em setembro de 2002, antes de iniciar seu primeiro mandato, Jatene chegou a ter a candidatura cassada, sob a acusação de uso da máquina a seu favor. Como era o candidato “oficial” do estado, foi acusado de utilizar aviões do governo para sua campanha e de deslocar servidores para agir como cabos eleitorais. A cassação, no entanto, foi revertida no Tribunal Regional Eleitoral.

Músico e ator

Jatene nasceu em Belém, mas foi criado em Castanhal. Professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), onde cursou economia, Jatene se aposenta este ano pela instituição.

Antes de iniciar sua carreira política, o candidato do PSDB atuou como músico e ator. Ele cantava e tocava para se sustentar - Jatene chegou a ganhar o III Festival Paraense de Música Universitária. Ele também participou de movimentos culturais contra a ditadura e fundou e dirigiu o grupo teatral Experiência.

Divergência com Lula

A gestão de Jatene como governador foi marcada por desavenças com o presidente Lula, eleito para o primeiro mandato na mesma época. Jatene faltou à primeira reunião feita pelo petista, depois de eleito, com os governadores da região Norte. Naquele dia, o então governador do Pará foi fotografado em uma pescaria no interior do estado.

Na eleição de 2010, Jatene perdeu um importante aliado: o tucano Almir Gabriel, que o antecedeu no governo do Pará. Gabriel, que é o governador mais bem avaliado pela população paraense até hoje, esperava ser escolhido pelo partido para disputar as eleições deste ano. Como foi preterido, declarou apoio polêmico à antiga rival, candidata do PT ao cargo, Ana Júlia Carepa. Em contrapartida, dissidentes da base aliada de Ana Júlia declararam apoio à Jatene.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições pa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG