Serra voltar a estrelar propaganda de partido aliado

Candidato tucano ganha exposição em propaganda partidária do PTB e é apresentado como "melhor ministro da Saúde"

Matheus Pichonelli, iG São Paulo |

Com direito a discursos em convenção, biografia, testemunhos de aliados e “fala povo”, o candidato do PSDB à Presidência José Serra foi destaque, nesta quinta-feira, do programa partidário para rádio e TV do aliado PTB.

AE
José Serra (PSDB) cumprimenta o presidente do PTB, Roberto Jefferson
Pela primeira vez atrás da petista Dilma Rousseff nas intenções de voto para presidente em uma pesquisa eleitoral, o tucano, que já havia estrelado programas do PPS e do DEM na tentativa de intensificar suas aparições para o eleitorado, foi apresentado desta vez como “o melhor ministro da Saúde que o Brasil já teve” e como criador do FAT, o Fundo de Amparo ao Trabalhador – parte do programa, aliás, foi dedicada para explicar os benefícios do fundo para os trabalhadores do País.
Na propaganda, Serra foi citado ainda como um político que “nunca teve medo de eleição nem do julgamento da população”.

O uso de imagens do candidato feito por partidos aliados ao PSDB já foi alvo de questionamento do PT na Justiça Eleitoral. Na TV, foram utilizadas imagens do discurso feito pelo tucano durante a convenção que selou o apoio do PTB à sua candidatura.

Na ocasião, Serra afirmou que o FAT, criada durante a Constituinte (1988) por uma emenda de sua autoria, tirou o seguro-desemprego do papel e beneficiou milhões de pessoas que ficaram desempregadas desde então. Disse ainda que os recursos do fundo possibilitam o treinamento e a qualificação dos trabalhadores, que classificou como “uma obsessão” sua. Ele lembrou também que 40% da arrecadação do fundo são destinados para o BNDES, banco de fomento do governo federal, que possibilitam a execução de obras e projetos com a ajuda federal.

Em dez minutos, foram usadas também imagens do discurso em que Serra promete criar um milhão de vagas, com apoio do governo federal, para cursos de ensino técnico e a ampliação de programas estaduais de distribuição gratuita de medicamentos e a instalação de centros de especialidades médicas em todo o País. “O PTB, nossa aliança e o povo brasileiro merecem mais e vão ter mais”, disse Serra, em alusão ao slogan de sua candidatura.

Outra bandeira de sua candidatura, a criação de um Ministério da Segurança, foi citada na propaganda, que mesclou fala de Serra com a de pessoas ouvidas nas ruas e também testemunhos de lideranças do PTB, como Roberto Jefferson, presidente nacional da sigla, e Campos Machado, presidente do diretório paulista.

Pivô do escândalo do mensalão, Jefferson afirmou, também durante discurso feito na convenção, que Serra “é a síntese dos valores que cremos”. “Cremos na lei, cremos na justiça, cremos na democracia”, disse ele, após lembrar os tempos de exílio do tucano quando presidia a “UNE [União Nacional dos Estudantes] independente”.

“Ele enfrentou a ditadura de maneira legal, legítima e constitucional”, afirmou Jefferson, em crítica indireta a Dilma Rousseff, que militou em movimentos clandestinos contra o regime militar.

    Leia tudo sobre: SerraPTBeleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG