Serra volta a prometer mínimo de R$ 600; Dilma prega continuidade

Na TV, tucano reforça promessa a trabalhadores e aposentados e petista fala sobre bom desempenho da Petrobras

Daniela Almeida, iG São Paulo |

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra,  reforçou em seu programa eleitoral gratuito da noite desta terça-feira a promessa de aumentar o salário mínimo no próximo ano, caso eleito.

“Quem quer salário mínimo de R$ 600 no ano vem vota assim: aperta o 4, o 5, deixe a foto do Serra aparecer e confirma”, anunciou o locutor. “A minha proposta é um salário mínimo de R$ 600 no ano que vem. Posso garantir que os recursos existem e que dá pra fazer”, afirmou o candidato.


O tucano também prometeu reajuste de 10% nas aposentadorias e ensino técnico profissionalizante para os jovens. O programa voltou a exibir imagens de Serra emocionado, citando versos do hino nacional em um discurso para prefeitos de São Paulo.

O horário reservado à candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, destacou o bom desempenho da Petrobras nos últimos anos e voltou a elencar programas sociais do governo Luiz Inácio Lula da Silva, do qual participou como ministra-chefe da Casa Civil.

“Tenho muito orgulho de ter começado este trabalho e a maior certeza do mundo de que a Dilma vai dar os passos que ainda faltam para o Brasil se transformar em um país realmente desenvolvido”, disse o presidente nas cenas de encerramento do programa.

A candidata do PV, Marina Silva, voltou a abordar os resultados que vem alcançando nas pesquisas e fez um apelo à população pelo segundo turno: “Ele (o programa da candidatura verde) vai mostrar a algumas lideranças do nosso país que acordos que eles fazem nos gabinetes, o povo desfaz nas ruas”.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG