Serra sugere apoio a dissidentes cubanos

Candidato tucano defendeu que o Brasil ofereça asilo aos 52 presos políticos que serão libertados pelo governo de Cuba

Agência Brasil |

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, defendeu que o Brasil ofereça asilo aos 52 presos políticos que serão libertados pelo governo de Cuba. Serra disse ainda que, inicialmente, os detidos deverão seguir para a Espanha - que intermediou a libertação – mas o Brasil pode ser uma opção para eles, disse o candidato no Twitter e confirmada pela assessoria do candidato.

Ainda segundo a assessoria, Serra também falou sobre a questão de segurança pública no Brasil, destacando que, se eleito, vai criar o Ministério da Segurança Pública. O órgão coordenaria as ações da Polícia Federal, das polícias estaduais e Rodoviária Federal, e, nos casos necessários, buscaria o apoio da Receita Federal e das Forças Armadas.

O candidato disse que o objetivo é enfrentar a violência provocada pelo narcotráfico e o tráfico de armas. “Nem o Rio nem São Paulo produzem as armas que são apreendidas. Segurança tem que ser prioridade. Vou criar o Ministério da Segurança, e não vai ser um ministério a mais para amigos, companheiros ou compadres”, afirmou Serra, de acordo com informações do PSDB.

Serra faz corpo a corpo hoje (9) em Vila Velha e Cariacica - cidades da região metropolitana de Vitória. Para amanhã (10), o tucano fará uma série de visitas pelo interior do Ceará.

    Leia tudo sobre: eleiçõesjosé serracuba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG