Serra recorre a Deus para pedir segundo turno

Candidato do PSDB defendeu liberdade de imprensa e demorou 1 minuto e 12 segundos para votar

Nara Alves, iG São Paulo |

Segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto para a corrida presidencial, o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) recorreu a Deus para dizer que torce para que a disputa seja empurrada para uma segunda etapa. “Se Deus quiser vamos ao segundo turno, para o bem do Brasil.”

Em uma alfinetada à rival Dilma Rousseff, do PT, Serra saiu em defesa da liberdade de imprensa. Nas últimas semanas, tanto a campanha petista quanto o presidente Lula intensificaram as críticas aos meios de comunicação, diante das denúncias que atingiram a campanha petista.

“É uma garantia da democracia para um futuro de maior ética, de melhor qualidade moral dos nossos governantes, dos governantes do Brasil nas três esferas”, disse Serra. “Esta eleição é uma eleição para brasileiros que querem governo honesto e trabalhador e sabem que o Brasil não tem dono. Que o dono é o nosso povo.”

Ao votar em São Paulo, Serra furou a fila de votação. O tucano levou 1 minuto e 12 segundos para votar. Assim que depositou o voto, investiu em agradecimentos ao governador Alberto Goldman, que o sucedeu no cargo.

    Leia tudo sobre: eleições serrapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG