Serra: o que não falta em cima de mim é dossiê fajuto

Tucano diz ter sido vítima de "baixaria" nas campanhas eleitorais de 2002, 2006 (duas vezes) e deste ano

Nara Alves, iG São Paulo |

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra , voltou a falar hoje sobre a publicação, pela imprensa, de supostos dossiês contra ele. "Como se vê, o que não falta em cima de mim é dossiê fajuto. E o que falta a meu respeito é achar alguma coisa que tenha feito de errado", disse o presidenciável tucano durante entrevista coletiva no Memoral da América Latina, em São Paulo. Ele participou de sabatina em evento promovido por associações ligadas ao comércio paulista.

Segundo Serra, a prática de dossiês "é uma baixaria". O candidato afirmou que foi vítima de dossiês na campanha presidencial em 2002, "duas vezes" em 2006, quando foi eleito governador de São Paulo, e agora em 2010. Este ano, afirmou, "comprovou-se a quebra de sigilo do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge". Serra já acusou o comitê eleitoral da petista Dilma Rousseff de preparar os supostos dossiês. Ele procurou se defender de supostas acusações, afirmando que está "há décadas na vida pública" e nunca teve "nenhuma acusação fundamentada a respeito de qualquer irregularidade".

Durante sua participação no evento, diante de uma plateia de empresários, José Serra voltou a criticar a política econômica do governo federal, apontando para os juros altos, a elevada carga tributária e a política de comércio exterior. Quando foi questionado sobre aumento salarial para o servidor público, ele citou o caso dos servidores da educação no Estado de São Paulo. Segundo Serra, será necessário estabelecer metas no País e oferecer bônus salariais para os funcionárioa que cumprirem ou ultrapassarem as metas.

Serra voltou a dizer que vai reforçar o Bolsa Família, com ênfase no auxílio aos jovens estudantes. "É uma questão de utilizar melhor o dinheiro", afirmou. O candidato tucano participou de evento promovido pela Associação Comercial de São Paulo, Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo e Confederação das Associações Comerciais do Brasil. O candidato do PSOL, Plínio Arruda Sampaio, e a candidata do PV, Marina Silva , também participam da sabatina.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG