Serra minimiza pesquisa e nega pressão por Aécio

Tucano deu entrevista coletiva após debate na CNI. Candidato do PSDB afirmou que campanha só começa depois da Copa

Adriano Ceolin, iG Brasília |

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, disse nesta terça-feira que não faz pressão para convencer o ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves a ser candidato a vice-presidente. Com a queda do tucano nas pesquisas, aliados têm defendido a formação de uma chapa puro-sangue.

“Não há nada nas pesquisas que imponha que teria de ser Aécio ou não”, disse Serra, em entrevista coletiva após o debate na CNI (Confederação Nacional da Indústria). Eu pessoalmente nunca desenvolvi nenhum tipo de pressão. Há vários atores importantes, mas eu seria o maior de todos [em fazer pressão]”, completou.

Serra minimizou o crescimento de Dilma Rousseff (PT) nas últimas pesquisas _de acordo com o Datafolha divulgado sábado, ela conseguiu empatar a disputa em 37%. O tucano voltou a dizer que a campanha eleitoral só vai começar de fato no segundo semestre.

“O que está acontecendo até agora nessas pesquisas a gente previu. A gente tem indicadores. A percepção dos eventos que vão acontecer e tudo mais. De modo que não tem nada a ver uma coisa com a outra”, disse.

    Leia tudo sobre: SerraCampanhaAecio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG