Serra leva denúncias ao horário eleitoral, Dilma fala da Copa

Candidato tucano falou do caso envolvendo Pedro Abramovay e Gilberto Carvalho. Dilma focou programa em obras de infraestrutura

iG São Paulo |

O candidato tucano à Presidência da República, José Serra, levou ao horário eleitoral noturno deste sábado as novas denúncias veiculadas neste final de semana contra a candidata petista, Dilma Rousseff.

O programa citou a matéria veiculada neste sábado pela revista Veja que reproduz uma suposta gravação do atual secretário nacional de Justiça, Pedro Abramovay, em conversa com o seu antecessor, Romeu Tuma Júnior, que teria se queixado dos pedidos e pressões para a formulação de dossiês por parte de Dilma e do chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Carvalho.

O narrador também falou do processo em que Gilberto Carvalho e o PT viraram réus. Eles são acusados de participarem de uma quadrilha que cobrava propina de empresas de transporte na prefeitura de Santo André para desviar R$ 5,3 milhões dos cofres públicos.

“Denúncia de dossiê envolvendo gente do PT e da Dilma. Denúncia de corrupção envolvendo gente do PT e da Dilma. Denúncia de escândalo envolvendo homem de confiança da Dilma. É isso que você quer para o Brasil?”, diz o narrador ao final do programa.

A campanha de Dilma repetiu vídeo em que mostra um papel, assinado por Serra, em que ele afirmava que cumpriria o mandato na prefeitura de São Paulo, para o qual foi eleito em 2004, até o final. Ele saiu do cargo em 2006 para concorrer ao governo do Estado.

O restante do programa de Dilma Rousseff foi focado nas obras para a Copa do Mundo de 2014 e os jogos olímpicos de 2016, afirmando que a petista seria a mais preparada para tocar as obras de infraestrutura dos jogos. “A Copa e a Olimpíada vão trazer um legado extraordinário ao povo brasileiro”, diz a candidata.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições dilmaeleições serra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG