Serra é o responsável por acusações de vice, diz Dilma

Em entrevista no RN, petista afirmou que acusações da oposição se deram por conta do mau desempnho de Serra nas pesquisas

Agência Estado |

selo


A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse hoje que seu principal adversário, José Serra (PSDB), é o verdadeiro responsável pelas acusações de Indio da Costa (DEM), candidato a vice-presidente na chapa do tucano, contra o PT e sua suposta ligação com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Em entrevista concedida na manhã de hoje à Rádio Difusora Mossoró, do Rio Grande do Norte, Dilma afirmou que Serra usou Indio para atacar sua candidatura. "Por isso não vou responder ao vice, vou responder ao ex-governador José Serra", disse. "É lamentável que a eleição tenha descido a esse nível por parte do meu adversário."

A petista afirmou que as acusações sobre a suposta ligação entre o PT e as Farc ocorrem em razão do "mau desempenho" de Serra nas pesquisas eleitorais. "Não acho que haja justificativa para acusações desse tom. O povo brasileiro não merece, não merece mesmo esse tipo de discussão", afirmou. "Esse é um dos debates mais desqualificados de toda a história das campanhas eleitorais desde a redemocratização."

A candidata também criticou a postura do DEM, cujos integrantes no Estado estariam tendo uma postura elogiosa em relação ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No Rio Grande do Norte uma das maiores lideranças do partido é o senador Agripino Maia, que concorre à reeleição e apoia Rosalba Ciarlini (DEM) para a disputa ao governo estadual.

Dilma fez questão de esclarecer que não apoia as candidaturas do DEM, uma vez que já conta com palanque duplo no Estado - o atual governador Iberê Ferreira (PSB), candidato a reeleição, e o ex-prefeito da cidade de Natal Carlos Eduardo (PDT). "Eu fico pensando que isso é um desrespeito à população do Rio Grande do Norte. O pessoal do DEM tem sido contra quase todos os programas do governo federal", disse ela, citando como exemplo o Bolsa Família e o Programa Universidade Para Todos (ProUni).

"Tiveram uma atitude de destruição do governo Lula e em alguns momentos, até da pessoa do presidente Lula. Me surpreende essa conduta dupla", afirmou. "Aqui em Brasília e em todo o Brasil todo mundo sabe que o DEM é a oposição mais negativista contra o governo do presidente Lula. Se aí eles mudam, me desculpe, mas isso não é correto com o povo do Rio Grande do Norte nem com o povo brasileiro."

    Leia tudo sobre: Dilma RousseffentrevistaSerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG