Serra diz que não teve oportunidade de ser agressivo em debate

Aliados do tucano acreditam que embate vai ajudar o candidato a chegar ao segundo turno

Adriano Ceolin, enviado ao Rio de Janeiro |

Ao sair do debate promovido pela TV Globo , o candidato do PSDB à Presidência, José Serra , disse que o embate foi “mais uma oportunidade, num momento próximo da eleição, para apresentar nossas propostas, de maneira que os eleitores enxerguem as coisas”. Segundo ele, é “evidente que ficam coisas pendentes” por causa da limitação de tempo e das regras. “Mas para mim foi muito proveitoso e eu saio satisfeito”, acrescentou.

nullQuestionado porque não fez perguntas sobre o escândalo da Casa Civil, o tucano respondeu que não teve oportunidade para isso. Serra disse que, se dependesse dele, teria perguntado, “mas não surgiu a oportunidade”.

Aliados do candidato do PSDB saíram do debate acreditando que o evento contribuiu para que Serra vá para o segundo turno. “Nosso objetivo de chegar na ponta foi atingido”, afirmou o deputado federal Jutahy Junior (PSDB-BA). O presidente nacional do DEM, Rodrigo Maia, também comemorou o debate. Disse que foi suficiente para manter a tendência de segundo turno.

Sérgio Guerra, presidente nacional do PSDB, elogiou o desempenho do candidato no debate, mas considerou que Serra deveria ter sido mais agressivo, principalmente em relação ao escândalo da Casa Civil. Já o ex-governador de Minas Gerais e candidato ao Senado, Aécio Neves (PSDB), disse que o debate não interrompe a queda da intenção de voto em Dilma. Segundo ele, Dilma vai continuar caindo na preferência do eleitor. “Nos grandes centros, Marina Silva e Serra tendem a crescer”, disse Aécio, acrescentando que, no entanto, somente no domingo se poderá ter certeza sobre a possibilidade de um segundo turno.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições serradebate

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG