Serra diz que não precisa ficar 'na sombra' de ninguém

O candidato do PSDB à Presidência não utilizou imagens de Lula, como havia feito em outros programas, e disse ter "experiência"

Ana Paula Prado, iG São Paulo |

Depois de utilizar imagens de Luiz Inácio Lula da Silva em peças eleitorais na TV, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, abdicou de sua associação com o presidente e afirmou que "não precisa ficar na sombra de ninguém, pois tem experiência", em uma suposta insinuação à relação de Dilma Rouseff com Lula.

O programa de Serra foi intercalado por depoimentos de pessoas que se beneficiaram de projetos liderados por ele quando foi ministro da Saúde, governador de São Paulo e prefeito da capital paulista, como o Bolsa Alimentação, o Projeto de Profissionalização dos Trabalhadores da Área de Enfermagem (Profae) e a implementação dos medicamentos genéricos.

Ao final do programa, o mesmo vídeo exibido no horário eleitoral da tarde foi reapresentado. As imagens mostram matérias veiculadas na imprensa, que relatam supostas divergências entre Lula e Dilma quanto a indicações de nomes para o Superior Tribunal Federal (STF). O mesmo vídeo alerta sobre a possível volta de Antônio Palocci (ex-ministro da Fazenda) e José Dirceu (ex-chefe da Casa Civil) para um eventual governo Dilma.

Dilma Roussef, por sua vez, dedicou todo o seu tempo de TV a projetos que pretende ampliar na área da educação, como o ProUni e as Escolas Técnicas Federais.

Assim como a candidata petista, Marina Silva, do PV, dedicou seu programa à educação. A candidata aparece conversando com pessoas sobre problemas enfrentados por estudantes. Ao final da peça, o cantor e compositor Caetano Veloso surge pedindo votos para sua candidata, Marina Silva.

    Leia tudo sobre: eleiçõespleito 2010dilmaserramarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG