Serra diz em SC que Lula privatizou tanto quanto FHC

O tucano afirma que obras como a ferrovia Transnordestina e a usina de Belo Monte são 'doação de dinheiro público'

iG São Paulo |

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, afirmou nesta sexta-feira (23) que o governo Lula privatizou empresas públicas tanto quanto o governo de Fernando Henrique Cardoso. Em sabatina realizada pelo grupo empresarial RBS, em Santa Catarina, Serra disse que Lula apenas mudou a forma de repassar dinheiro para a iniciativa privada, delegando a construção de obras que são obrigação do Estado.

Para José Serra, obras como a ferrovia Transnordestina e as licitações para construção da hidrelétrica de Belo Monte e do Trem-bala entre Rio e São Paulo, também são formas de privatização promovida pelo atual governo: “Quando o BNDES empresta (dinheiro), o governo federal emite títulos da dívida pagando uma taxa de juros de 10%, mas empresta a 5%. A diferença (do empréstimo) é paga por todos nós. Tudo isso é doação de dinheiro público”, afirmou.

Segundo o candidato tucano, o PT tenta faturar em cima das privatizações do governo FHC quando o acusa de querer privatizar empresas públicas. “Isso é usado em campanha eleitoral como um ‘belzebu’, mas nesse aspecto o governo atual foi tão privatista quanto o do Fernando Henrique”, argumentou.

Durante sabatina em Santa Catarina, Serra também defendeu a escolha do vice, Indio da Costa (DEM-RJ), que, segundo ele, “foi a melhor escolha possível” dentro da situação política de sua campanha. Para o candidato, Indio será um “enorme parceiro” e certamente é o melhor entre os três candidatos a vice no atual pleito. “Com 40 anos ele não é nenhum moleque, eu com 40 anos já sabia muito bem o que eu queria”, disse o tucano.

O candidato do PSDB voltou a criticar Dilma e o apoio irrestrito que a petista recebe do presidente Lula. Ao comparar sua candidatura com a de Dilma, Serra afirmou que não tem dono e carrega consigo uma biografia para mostrar como candidato. “O Brasil não elege ninguém como numa dinastia. Não sou ungido sem ter nada consistente no passado. Não tenho patrocinador nem dono, carrego tudo que fiz comigo”, atacou.

Ao falar de Educação em Florianópolis, Serra prometeu criar um programa batizado por ele de “Protec”, uma versão do Prouni voltada para o ensino técnico, onde o governo pagará para as redes privadas receberem alunos carentes. O programa é semelhante o Prouni, onde o governo federal paga a mensalidade dos alunos mais pobres em universidades particulares de todo o País.

Serra também se comprometeu a terminar as obras de ampliação da BR101-Sul, principal reivindicação do empresariado local, além de acabar com a deficiência do principal aeroporto do Estado.

    Leia tudo sobre: serraprivatizaçãosanta catarinadilmalulabelo monte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG