Serra critica Dilma e diz que governo não pode ser 'terceirizado'

Tucano volta a afirmar que petista não pode governar 'na garupa' do presidente Lula

Adriano Ceolin e Nara Alves, iG São Paulo |

Agência Estado
José Serra cumpriu agenda na capital paulista nesta quinta-feira
O presidenciável tucano, José Serra, voltou a dizer que sua principal rival, a candidata petista Dilma Rousseff, não poderá governar “na garupa” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Isso não se terceiriza. Não se governa na garupa”, afirmou. As declarações foram feitas hoje durante palestra na capital paulista.

Utilizando uma metáfora sobre futebol, Serra disse que um técnico não pode indicar outro técnico e dizer que irá treinar o time à distância.

“É o mesmo irrealismo de que o Brasil possa ser governado pelo Lula fora do poder”, afirmou.

O tucano, que aparece 20 pontos percentuais atrás de Dilma na pesquisa Datafolha divulgada hoje, disse que deixou o governo de São Paulo para fazer “uma aposta para o Brasil” e admitiu que terá “um período forte pela frente, de muita batalha” para vencer as eleições.

Sem citar o nome de Dilma, Serra cobrou dos presidenciáveis “uma cara só”. Disse que os candidatos devem ter “definições claras a respeito das coisas, do que foi feito e do que não foi feito”. Durante o encontro com setores industriais, Serra voltou a dizer que o Brasil vive a "desindustrialização".

    Leia tudo sobre: eleições serrapleito 2010eleições dilmalula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG