Serra cobra declaração de Dilma sobre regime no Irã

Tucano chamou de "eleitoreira" atitude do governo que pede asilo para iraniana condenada à morte por apedrejamento

Adriano Ceolin, iG Brasília |

null

Após participar de palestra no XX Congresso Nacional de Santas Casas , o presidenciável José Serra (PSDB) concedeu entrevista em que criticou a posição do governo Lula em relação ao Irã e cobrou um posicionamento de sua adversária, Dilma Rousseff (PT), em relação ao assunto.

"Ela é que tem que explicar porque ela nunca reclamou do Irã e, agora, o Irã é uma ditadura. Ela nunca disse uma palavrinha áspera com relação àquela ditadura fascista e feroz", afirmou.

Serra afirmou que o governo tinha “carinho e amizade” pelo presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, e agora toma atitude eleitoral ao criticar o governo daquele país.

Nesta segunda-feira, o ministro Paulo Vanucchi (Direitos Humanos) disse que o governo federal está fazendo pressão diplomática para que Irã autorize que a mulher iraniana condenada a apedrejamento, Sakineh Mohammadi Ashtiani, possa vir para o Brasil.

"Ele tem de explicar por que o governo tinha carinho e amizade pelo Ahmadinejad. Eu acho que isso é puramente eleitoral. Eu nunca duvido das posições pessoais do Paulo Vanucci. Mas o fato é que o Brasil manifestou durante, todo esse tempo, carinho, amizade e confiança pelo Irã", disse.

Serra ainda pediu aos jornalistas que questionassem Dilma e Vanucchi sobre suas posições em relação aos governos de Cuba.

Com 43 anos e mãe de três filhos, Sakineh Mohamadi Ashtiani foi condenada à morte por apedrejamento no Irã por adultério. Ela também é acusada de participar do assassinato do marido.

    Leia tudo sobre: Eleições SerraIrãEleições Dilmapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG