Serra cita braço direito de Dilma e diz que PT é 'privatista'

Em evento que encerrou maratona tucana no RS, presidenciável afirma que estatais servem 'interesses privados' de adversários

Matheus Pichonelli, enviado a Gravataí (RS) |

Em evento em Gravataí (RS) que encerrou uma maratona pela região metropolitana de Porto Alegre , nesta sexta-feira, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou que os adversários do PT é quem deveriam ser considerados “privatistas” porque usam, segundo ele, empresas estatais para “fins privados”.

No último discurso do dia, realizado no Centro de Tradições Gaúchas da cidade, o tucano subiu o tom das críticas e fez referência ao diretor da Eletrobras Valtear Cardeal, espécie de braço direito da ex-ministra Dilma Rousseff no setor energético. Ele é suspeito de ligação em um empréstimo fraudulento junto a um banco alemão e de atuar contra uma investigação da CGU (Controladoria-Geral da União) sobre tráfico de influência na estatal.

"Nunca botei braço direito meu fazendo maracutaia no governo. E são vários braços direitos [no governo federal], inclusive um gaúcho. Como é que chama? Cardeal. Fazendo os maiores negócios", discursou Serra, que disse ainda jamais ter feito “compadrio” em suas administrações.

Assim como havia feito num encontro anterior, em Canoas (RS), Serra acusou o governo federal de lotear cargos na BR Distribuidora, braço da Petrobras, em favor do ex-presidente Fernando Collor de Melo, neoaliado do presidente Lula. Segundo o tucano, as nomeações e influência do ex-presidente na estatal acontecem por “interesses”.

Serra citou a Petrobras, a Eletrobras e os Correios como exemplos de empresas alvos de escândalos e que “não servem ao povo”. Em Canoas, ele havia afirmado também que o problema da Petrobras não era “privatização”, e sim de gestão.

Como tem feito na propaganda na TV, Serra pediu para que os militantes comparem a sua biografia com a da ex-ministra da Casa Civil e multipliquem apoios à sua candidatura pela região. “A minha biografia é limpa. Só não é imune a mentiras”, disse.

    Leia tudo sobre: pleito 2010eleições serraeleições dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG