Serra cancela comício e poupa palavras em visita a Itabuna

Candidato chegou atrasado e falou pouco em caminhada esvaziada pela chuva

Lucas Esteves, enviado a Ilhéus |

A baixa participação popular na caminhada do candidato à Presidência da República José Serra (PSDB), realizada neste sábado (17), em Itabuna, Sul da Bahia, forçou o a organização da campanha a cancelar o comício que encerraria a ida do tucano à cidade. Nem mesmo a trégua que a chuva dava conseguiu segurar populares e militantes, que começaram a se dispersar por volta das 12h30, após a chegada do candidato.

AE
José Serra e Paulo Souto em
caminhada no centro de Itabuna (BA)
Ao final do corpo a corpo, que durou pouco mais de uma hora, Serra poupou palavras. “Eu só tenho uma coisa a dizer: muito obrigado. Viva a Itabuna”. Imediatamente, seguiu para a cidade vizinha de Ilhéus, a 20 km, onde fará visita aos bairros de Teotônio Vilela e Nossa Senhora da Vitória sem pausa para o almoço.

Em Itabuna, Serra foi recepcionado pelo presidente do PSDB na Bahia, Antônio Imbassahy, e pela chapa majoritária que o apóia no Estado, composta pelos democratas Paulo Souto, ex-governador que tenta a reeleição, e pelos postulantes ao Senado, José Carlos Aleluia e José Ronaldo. O candidato repetiu a estratégia que tem aplicado em suas caminhadas pelo Brasil a fora, chegando com algum atraso e se dirigindo a um estabelecimento comercial popular, onde conversa com comerciantes enquanto consome iguarias locais.

O tucano foi ao sul da Bahia para falar de problemas históricos, como a negociação da dívida de seis mil produtores de cacau e a reforma do Aeroporto de Ilhéus, considerado aquém das necessidades da região. O posicionamento do candidato sobre o polêmico projeto do Porto Sul, que prevê a construção de um porto em uma área de proteção ambiental, é um dos pontos mais esperados da visita.

* Com colaboração de Aura Henrique, iG Bahia

    Leia tudo sobre: José SerraIlhéusItabunaBahia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG