Sérgio Cabral gasta R$ 20 mi em campanha

De acordo com lista de doadores do TSE, governador gastou três vezes mais do que Gabeira e Peregrino juntos

Manuela Andreoni, Rio de Janeiro |

O governador Sérgio Cabral (PMDB) arrecadou no total R$ 20.677.106 para se reeleger, de acordo com a lista de doação publicada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Já os candidatos derrotados ao governo do Estado Fernando Gabeira (PV) e Fernando Peregrino (PR) ficaram bem para trás. O verde angariou R$ 3.612.400, enquanto o apadrinhado do ex-governador Anthony Garotinho conseguiu R$ 3.310.220.

O governador, portanto, teve três vezes mais recursos do que seus dois principais oponentes juntos. Mesmo quando comparado ao número de votos, o custo da eleição de Cabral é maior do que a de seus adversários. Para cada R$ 3,96 investidos, Cabral ganhou um voto. Já Peregrino desembolsou quase o mesmo para conquistar cada eleitor: R$ 3,89. Gabeira investiu apenas R$ 2,21 por voto, 44% a menos que o governador reeleito.

O maior doador de Cabral foi seu próprio partido, que contribuiu com R$ 2 milhões. Eike Batista doou R$ 750 mil para a campanha. O empresário compartilha o quarto lugar de maiores doadores com duas empresas. Homem mais rico do Brasil, Eike é dono de dez companhias.

As empreiteiras Camargo Corrêa e OAS são as duas maiores doadoras com R$ 1 milhão cada. A Queiroz Galvão vem logo atrás com R$ 800 mil. Já Companhia Metalic Nordeste ( concessionária da CSN ) doou R$ 750 mil, assim como a Multiplan Empreendimentos Imobiliários. Dois bancos também chamam atenção na relação de doadores: Itaú Unibanco (R$ 700 mil) e BMG (R$ 600 mil).

Na lista de doações também estão presentes as seguintes empresas do ramo da saúde: Amil (R$ 100 mil), Empresa de Serviços Hospitalares (R$ 80 mil), Amico Saúde (R$ 70 mil), Hospital de Clínicas de Niterói (R$ 50 mil) e Serv. Baby Hospital Materno Infantil (R$ 40 mil).

Deputados também doaram

A família Picciani – o presidente da Alerj Jorge Picciani e seus filhos Leonardo, deputado federal reeleito, e Rafael, deputado estadual eleito para o primeiro mandato – doou no total R$ 113 mil à campanha do governador. Os deputados estaduais Domingos Brazão, do PMDB (R$ 15.224), Coronel Jairo, do PSC (R$ 3.500), e Christino Áureo, do PMN (R$ 8.507) completam a lista de parlamentares doadores. Juntos eles contribuíram em R$ 141 mil. O assessor de Cabral, Ary Ferreira Costa Filho, contribuiu com R$ 10 mil.

Grande parte dos recursos de Gabeira veio do fundo partidário, foram R$ 2,7 milhões, ou 74%. A proporção da participação do PR na campanha de Peregrino foi igualmente importante: R$ 3.303.720, ou 99,8%. Parte dos recursos partidários do candidato do PR veio especificamente das campanhas do Anthony Garotinho a deputado federal.

A campanha de Gabeira foi complementada por doações do Itaú Unibanco (R$ 350 mil), Gerdau Comercial de Aços (R$ 200 mil) e Brookfield Brasil (R$ 100 mil). Colaboraram com o verde também seu candidato a vice, o tucano Márcio Fortes (R$ 500 mil), o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga (R$ 100 mil) e o candidato derrotado ao Senado pelo PPS, Marcelo Cerqueira (R$ 50 mil).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG