Senadores no RN assumem palanques distintos no 2º turno

Garibaldi Filho (PMDB) acredita na vitória de Dilma. Agripino Maia (DEM) diz confiar "mais nas ruas que nas pesquisas"

AE |

selo

Os principais líderes do Rio Grande do Norte (RN) votaram pela manhã. Os dois senadores reeleitos pelo Estado potiguar assumiram palanques distintos no segundo turno. O senador reeleito Garibaldi Filho (PMDB) compareceu para votar afirmando acreditar nas pesquisas que apontam a vitória de Dilma Rousseff. Já o senador reeleito José Agripino Maia (DEM) destacou que prefere acreditar "nas ruas e não nas pesquisas".

"Mantenho minha expectativa favorável. Confio mais na rua dos que nas pesquisas, confio mais no que ouço na rua do que nas pesquisas, que no primeiro turno não funcionaram", comentou o parlamentar, que foi o coordenador no segundo turno da campanha de José Serra no Rio Grande do Norte.

Garibaldi Filho disse que não contraria as pesquisas: "Diante dessas pesquisas e do resultado divulgado nas últimas horas, estou otimista. Aliás, quem vota hoje em Dilma deve estar muito otimista. Não contrario as pesquisas, as vezes tenho raiva quando não são favoráveis a mim, mas eu não contesto. Dilma Rousseff deverá mesmo ser eleita hoje", destacou o senador.

O líder do PMDB na Câmara dos Deputados, o deputado federal Henrique Eduardo Alves, também votou nesta manhã em Natal. "Eu espero, sobretudo, que a candidata Dilma seja eleita presidente do Brasil. O povo potiguar e o povo brasileiro estão mais conscientes do peso do voto", destacou. A governadora eleita Rosalba Ciarlini votou em Mossoró (distante 280 quilômetros de Natal). Ela fez uma avaliação de que o pleito no Estado está tranquilo e reforçou o otimismo na vitória de José Serra. "Vamos esperar o que diz as urnas e respeitar a vontade do povo", frisou.

    Leia tudo sobre: eleiçõesrio grande do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG