Senado: Pesquisas mostram que mineiros estão indecisos

Recentes levantamentos revelam que mais de 40% dos eleitores no Estado ainda não escolheram em quem votar para o cargo

Eduardo Ferrari, iG Minas Gerais |

Quase a metade dos eleitores de Minas Gerais não sabe em quem votar para o Senado Federal. Duas pesquisas de intenção de votos divulgadas entre os dias 28 de agosto e 3 de setembro mostram que os entrevistados ainda não decidiram seu voto para o cargo, mesmo com a opção de escolher entre dois postulantes.

Pelo Instituto Data Folha, do dia 3 de setembro, em pesquisa encomendada pelo jornal "Folha de S. Paulo", a soma dos votos brancos, nulos e indecisos ficam em exatos 50%, com 15% para brancos e nulos e 35% para indecisos. Já pelo Ibope, do dia 28 de agosto, em pesquisa encomenda pela "TV Globo" e pelo jornal "O Estado de S. Paulo", 41% dos entrevistados não têm voto. São 8% de brancos e nulos e 33% de indecisos. 

O líder nas intenções de votos, em ambas as pesquisas, ainda é o ex-governador Aécio Neves (PSDB). Pelo Datafolha, ele caiu seis pontos percentuais em relação à pesquisa anterior e agora Aécio tem 64%. O ex-presidente Itamar Franco (PPS), da mesma coligação partidária do tucano, vem em segundo lugar com 44% das intenções, o mesmo percentual que tinha na pesquisa anterior. Já o terceiro colocado, o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) subiu cinco pontos percentuais e alcançou 30%. 

A seguir aparecem José João da Silva (PSTU) com 3%, Marilda Ribeiro (PSOL), Rafael Pimenta (PCB) e Miguel Martini (PHS) com 2%, cada. Alfredo (PRB), Betão (PCO), Efraim Moura (PSTU), Mineirinho (PSOL), Zito Vieira (PC do B) tem 1% das intenções de voto cada. A pesquisa Datafolha entrevistou 1.652 pessoas e foi realizada entre os dias 31 de agosto e 1º de setembro, com registro no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), sob o número 66.737/2010. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Pelo Ibope, Aécio tem 67% das intenções de votos, Itamar Franco tem 41% e Pimentel tem 23%. Com 1% cada, aparecem Marilda Ribeiro, do PSOL, Betão, do PCO, Miguel Martini, do PHS, Rafael Pimenta, do PCB, e Zito Vieira, do PcdoB. Efraim Moura, do PSTU, José João da Silva, do PSTU, e Mineirinho, do PSOL, não atingiram 1% das intenções de voto. O Ibope ouviu 1.806 pessoas em Minas Gerais, entre 31 de agosto e 2 de setembro. A pesquisa foi registrada no TRE-MG sob protocolo 66911/2010. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Indecisos para os dois votos são mais de 10%

Um dos dados marcantes da pesquisa Ibope é que além da pequena queda de Aécio Neves, à media que a campanha eleitoral avança e a data da eleição de aproxima, em 3 de outubro, o número de indecisos aumenta em vez de diminuir. No início do mês de julho os indecisos eram 29%. Depois passaram para 30%. Em agosto, o Ibope registrou 31% e em setembro esse número chegou a 33%, um crescimento de quatro pontos percentuais, acima da margem de erro.

Outro dado, já pelo Datafolha, é que mesmo sendo dois votos para o Senado, 8% dos eleitores mineiros afirmam votar em branco ou anular o voto para uma das vagas e 4% para as duas vagas. Não sabem em quem votar para uma das vagas somam 23% e para as duas vagas, 11%.

Para o cientista político Ruda Ricci, professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), o grande número de indecisos ainda pode reverter o resultado da eleição do Senado. “É esperado que Aécio seja um dos eleitos, mas talvez a vitória seja com menos votos do que ele espera. Além disso, ainda é possível uma mudança de posição no segundo lugar entre Itamar e Pimentel. Essa é uma eleição que ainda está longe de sua definição”, diz.

    Leia tudo sobre: eleições MGsenadopesquisasindecisos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG