Segurança e saúde voltam a dominar o debate na TV

Gabeira diz que Cabral conta com apoio de "grupos armados"; governador ressalta avanços com as UPPs

Paula Daibert, iG Rio de Janeiro |

A 17 dias da eleição para o governo do Rio de Janeiro, os dois principais adversários na disputa, o deputado Fernando Gabeira (PV) e o governador Sérgio Cabral (PMDB), que concorre à reeleição, voltaram a destacar o tema segurança na propaganda eleitoral exibida na TV nesta quarta-feira (15).

Gabeira acusou Cabral de contar com o apoio do que ele chamou de “grupos armados" que dominam a favela da Rocinha. “Esses grupos não gostam de nós; tradicionalmente se colocam ao lado de nosso adversário político nas eleições”, afirmou. Apesar disso, ele disse não ter enfrentado problemas para panfletar na comunidade no último fim de semana.

O verde mostrou imagens da caminhada que fez pela favela no domingo (12), onde visitou a Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA) local, que, segundo ele, não tinha pediatras. “A UPA estava muito bem feita, no entanto, vazia”, disse Gabeira, que exibiu depoimento de moradores que reclamaram do atendimento.

Gabeira voltou a criticar o discurso de Cabral sobre integração entre os governos federal, estadual e municipal e recorreu ao caso do adolescente Fábio de Souza do Nascimento , de 14 anos, que morreu no último dia 9 de agosto devido à falta de um balão de oxigênio. “Para esse menino e sua família a integração entre o governo estadual, federal e municipal é uma piada trágica”, disse.

Cabral concentrou sua propaganda nos resultados da pacificação nas favelas iniciada em seu governo, com as Unidades de Polícia Pacificadora, as UPPs. O governador ressaltou o aumento da prisão de milicianos durante seu mandato e os avanços da pacificação nas favelas do Rio. Ele exibiu depoimentos de pessoas que vivem em comunidades que já contam com UPPs e prometeu ampliar o programa para outras favelas da capital, como o Morro do Salgueiro, na zona norte, que terá uma unidade inaugurada nesta sexta-feira (17).

O governador fechou o programa mostrando imagens do Mirante da Paz, no Morro do Cantaglo, em Ipanema, e prometeu que, se eleito, vai “libertar do domínio do crime todas as comunidades do Rio de Janeiro” durante seu segundo mandato.

Fernando Peregrino (PR) voltou a aparecer ao lado do ex-governador Anthony Garotinho e prometeu estender a estrada que liga Tribobó a Maricá, na Região Metropolitana, até a Região dos Lagos. Cyro Garcia (PSTU) defendeu as cotas raciais e pediu igualdade de acesso de negros no mercado de trabalho.

Jefferson Moura (PSOL) não participou do horário eleitoral, em cumprimento de uma decisão do TRE-RJ, que puniu sua campanha por exibir vídeo em que Cabral elogia o ex-chefe da Polícia Civil Álvaro Lins, cassado por corrupção após ser eleito para a Alerj.

O candidato do PCB, Eduardo Serra, também não participou do horário gratuito na TV nesta quarta-feira, alegando problemas técnicos.

    Leia tudo sobre: eleições rjhorário eleitoralCabralGabeiraPeregrino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG