Aos jornalistas, o tucano disse que vai presidir a Sudene se ele for eleito, acumulando dois cargos nos seis primeiros meses

Além de voltar a cutucar o governo da Bolívia, o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, fez uma série de promessas. Aos jornalistas, o tucano disse que vai presidir a Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) se ele for eleito. Assim, acumularia os cargos de líder da República e de presidente da autarquia, mas apenas nos "primeiros seis meses" de governo. Serra criticou a atual gestão da Sudene e disse que vai retomá-la como foi idealizada.

Durante o discurso, o ex-governador de São Paulo afirmou que, se eleito, dará bolsa de estudos aos jovens de famílias beneficiadas pelo programa Bolsa Família. "O jovem cuja família vive do Bolsa Família vai ter uma bolsa de estudos para se manter no ensino profissional". Além da bolsa de estudos, disse que irá integrar o Bolsa Família ao programa Saúde da Família. Disse ainda que ampliará o investimento feito pelo Ministério da Saúde para R$ 10 bilhões em quatro anos. "Vamos diminuir o tempo de consulta em todo Brasil. Eu consegui fazer isso em metade de São Paulo", afirmou.

Depois de elogiar a população pernambucana ao dizer que se sente com "mais energia" toda vez que desce em Recife, Serra afirmou que vai transformar a capital do Estado em um centro médico. "Precisa ter aqui um grande hospital de excelência, completo, que possa pilotar uma decolagem na área da saúde", disse. O pré-candidato tucano também afirmou que vai tocar obras que estariam paradas no atual governo. "Vou tocar a [ferrovia] Transnordestina, que não existe, e a refinaria [Abreu e Lima], que anda a passo de tartaruga".

Sem citar sua principal concorrente, a petista Dilma Rousseff, Serra criticou a lentidão das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "De cada 100 obras, 6 ou 7 foram concluídas", disse. O ex-governador paulista lembrou que fez o Rodoanel, segundo ele, "a obra mais cara do Brasil", em três anos. "Vamos tocar tudo pra frente, com competência. É picuinha, cisma, não tocar o que é do outro. É cretino. A gente tem que tocar pra frente e fazer melhor".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.