Saúde começa a ser foco da campanha dos candidatos a governador

Jarbas Vasconcelos e Eduardo Campos travam duelo à parte em promessa para construção de hospitais e clínicas

Thaisa Lisboa, iG Pernambuco |

O candidato do PMDB ao governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos, prometeu construir, caso eleito, 14 "hiperclínicas" - uma em cada região do Estado - que atenderão pacientes em 30 especialidades diferentes. Já Eduardo Campos está prometendo a ampliação das Unidades de Pronto Atendimento, em parceria com o Governo Federal.

De acordo com o peemedebista, a ideia das hiperclínicas visa atender a população não apenas com laboratórios, mas também com tratamentos de doenças crônicas, como diabetes e câncer.

"Uma só clínica atenderá pacientes de oncologia, pediatria... Terá laboratório e vai atender pacientes com doenças crônicas como diabetes, hipertensão", falou. Desta forma, segundo Jarbas, as hiperclínicas desafogariam os hospitais regionais.

 Na eleição de 2006, Eduardo Campos elegeu a construção de três hospitais como questão fundamental na sua campanha, que foi vitoriosa. A proposta era a construção de três hospitais que ajudassem a diminuir o fluxo nas emergências da capital. Dois hospitais foram concluídos, e apenas um está com obras em fase final, com previsão de entrega para dezembro deste ano.

 O candidato da Coligação Pernambuco Pode Mais aproveita a ocasião para criticar a gestão de Eduardo Campos (PSB), candidato à reeleição. Vasconcelos afirmou que os três hospitais criados por Campos tiveram os custos duplicados e disse que, se fosse ele, teria investido na recuperação de unidades como o Hospital da Restauração, Getúlio Vargas e Agamenon Magalhães, todos localizados na Região Metropolitana do Recife. “O governo tenta passar a imagem de que está tudo bem e resolvido, de que todos estão alegres e satisfeitos. Não é verdade”, alfinetou.

 Já em relação à saúde no interior do Estado, Jarbas tem sido taxativo, quando diz que o atual governador prometeu transformar o Hospital Regional de Arcoverde em uma “referência e excelência”, mas não cumpriu. "Arcoverde é a porta do sertão e não tem um bom hospital. É por isto que eu vou descentralizar a saúde", afirmou.

 Questionado sobre como viabilizaria essa promessa de campanha, Jarbas disse que não se esquivaria de procurar parcerias “de qualquer natureza”, mas assegurou que há recursos públicos para erguer as 14 unidades. "O problema da Saúde é que os recursos são mal geridos. A área da Saúde é muito mais questão de gestão do que questão de recursos" e acrescentou: "Eu só anuncio o que posso fazer para depois não ter uma pergunta dessas em cima de mim".

 As promessas em relação à saúde têm sido colocadas na campanha, como tentativa de reversão dos resultados das pesquisas, que têm colocado Eduardo Campos bem à frente. No último levantamento do Vox Populi/IG/Band, Eduardo Campos aparece com 70% e Jarbas com 19%.


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG