Sarney pressiona e PT decide apoiar reeleição de Roseana

Endosso a reeleição da governadora foi exigência da pré-candidata Dilma Rousseff e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Andréia Sadi, iG Brasília |

Agência Estado
O deputado federal Domingos Dutra (PT-MA) almoça enquanto faz uma vigília no plenário da Câmara contra intervenção do PT Nacional no diretório estadual
Reunido nesta sexta-feira, o Diretório Nacional do PT anulou o apoio à candidatura do deputado Flávio Dino (PC do B-MA) ao governo do Maranhão e aprovou o endosso à reeleição da governadora Roseana Sarney (PMDB). A decisão foi tomada por 43 votos a favor a 30 contra, com duas abstenções, revertendo a posição adotada anteriormente pelas instâncias regionais da legenda.

O secretário nacional de Comunicação do PT, deputado André Vargas (PR), disse aos jornalistas que a avaliação do partido é a de que o palanque de Roseana Sarney é mais "sólido para Dilma Rousseff".

O apoio a Roseana foi uma exigência da pré-candidata do PT ao Planalto, Dilma Rousseff, e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No fim da reunião, integrantes do Diretório Estadual do Maranhão, a favor de Dino, protestaram contra a decisão, em frente à sede do partido.

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, ouviu manifestações de "Hitler" dos protestantes, mas disse à imprensa que o PT não é uma federação de partidos. Segundo ele, os integrantes devem ter respeito pela decisão,  que avaliou ser melhor para Dilma." Isso não contribui em nada", reclamou o petista.

    Leia tudo sobre: Dilma RousseffRoseana Sarney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG