Roriz desiste da candidatura no DF, diz site da filha dele

Depois da suspensão pelo STF da votação da Lei da Ficha Limpa, ex-governador lança candidatura da esposa

iG São Paulo |

O ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC), desistiu hoje da sua candidatura em favor da sua mulher, Weslian Roriz. "Depois de passar a manhã em reunião, o ex-governador Joaquim Roriz decide lançar a esposa Weslian Roriz como candidata a governadora do Distrito Federal. O vice é Jofran Frejat", diz nota divulgada pelo site da filha dele, Liliane Roriz.

A desistência de Roriz, que ainda não foi confirmada por ele, acontece um dia depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) suspender o julgamento do recurso apresentado pelo ex-governador contra a decisão da Justiça Eleitoral que barrou sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa. O julgamento foi suspenso com o placar empatado em 5 votos a favor da aplicação imediata da lei e 5 votos contrários, após quase 11 horas de deliberação.

Nenhuma decisão foi oficializada pelo STF. De acordo com o presidente da Corte, Cezar Peluso, o destino da nova lei das inelegibilidades pode ser tomado nas próximas sessões ou quando um novo ministro for nomeado para a vaga de Eros Grau, que se aposentou em agosto. “Vamos esperar para ver o que vamos decidir”, disse Peluso após o julgamento.

Questionado sobre a possibilidade de candidatos considerados fichas-sujas disputarem a eleição, provocando uma insegurança ao processo eleitoral, Peluso preferiu não se pronunciar. Durante o julgamento, contudo, disse que o STF deve resolver a situação antes da diplomação dos eleitos. “Vamos aguardar o novo ministro até data próxima à diplomação. Se até lá não tiver, nós nos reunimos de novo e analisamos o caso concreto”, disse.

Sem data marcada para tal análise, a possibilidade de candidatos condenados pela Justiça Eleitoral disputarem as eleições transforma-se numa realidade.

Roriz assistiu ao julgamento em sua residência, em Brasília, e havia programado uma festa caso o Supremo liberasse sua candidatura. De acordo com o candidato presidencial Levy Fidelix (PRTB), que estava no local, o ex-governador permaneceu em uma sala de sua casa durante a transmissão e orou bastante durante as discussões. Ele ainda disse que Roriz teria ficado angustiado com o fato do Supremo não ter concluído a questão ontem..

Com o fim do julgamento, a assessoria de Roriz fez um pronunciamento aos jornalistas e apoiadores da candidatura que se encontravam no local e disse que a campanha segue nas ruas e na manhã desta sexta-feira a coordenação iria se reunir para definir os próximos passos da candidatura.

Colaborou Severino Motta, iG Brasília

    Leia tudo sobre: eleições dfroriz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG