Rio: Segurança volta a dar o tom do horário gratuito na TV

Gabeira e Peregrino exibem imagens de tiroteio em São Conrado; Cabral exalta UPPs enquanto Lula diz: ¿ele é pura emoção¿

Flávia Salme, iG Rio de Janeiro |

Assim como a propaganda eleitoral gratuita na TV exibida segunda-feira (23), os principais candidatos ao governo do Rio de Janeiro destacaram o tema da segurança em seus programas.

Fernado Gabeira (PV) e Fernando Peregrino (PR) usaram imagens do tiroteio entre policiais e bandidos no sábado (21), em São Conrado (zona sul), que resultou em 35 reféns em um hotel de luxo da região.

As imagens exibidas nos programas políticos foram retiradas do site para o compartilhamento de vídeos Youtube. Tanto Gabeira quanto Peregrino mostraram depoimentos de moradores da área, ouvidos pelas equipes dos candidatos, criticando a violência.

O governador Sérgio Cabral (PMDB), que tenta a reeleição, iniciou o programa exaltando benefícios do bilhete único, projeto implantado no sistema de transporte do Rio por sua gestão, mas não deixou o tema segurança de fora do seu programa.

O destaque, mais uma vez, foram as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), que ele promete ampliar para "todas as comunidades dominadas por grupos armados" em sua futura gestão, caso permaneça no Palácio Guanabara.

Assim como os adversários, Cabral também contou com depoimento de moradores. Contudo, a equipe de sua campanha ouviu pessoas que moram em bairros que já contam com UPP.

O presidente Lula (PT) voltou a aparecer pedindo votos para o peemedebista. "O Sérgio é pura emoção. Ele parece durão, mas eu já vi ele chorar várias vezes", disse o presidente.

Jefferson Moura (PSOL) defendeu ações no meio ambiente e cirticou a instalação da companhia siderúrgica CSA, em Sepetiba, na zona oeste da capital, autorizada durante o governo de Sérgio Cabral. E assim como os outros candidatos, recorreu ao depoimento de moradores da região, que acusaram o funcionamento da empresa de provocar doenças.

Eduardo Serra (PCB) falou de transportes. Criticou os serviços dos trens, barcas e metro, e prometeu, se eleito, criar empresas públicas para o setor, além de racionalizar o sistema de ônibus e oferecer tarifas mais baratas, caso seja eleito. 

Cyro Garcia (PSTU) também criticou os serviços públicos e defendeu a reestatização de serviços concedidos no Estado.

    Leia tudo sobre: eleições rjgabeiracabrallulatiroteioupp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG