Richa quer vantagem de 1 milhão de votos para Serra no Paraná

Governador eleito no Paraná diz que "sofreu" no primeiro turno com pressão do governo do Estado

Nara Alves, enviada ao Paraná |

Pela terceira vez na campanha, o presidenciável tucano, José Serra , visitou a cidade de Londrina, no norte do Paraná, onde no primeiro turno derrotou a rival petista, Dilma Rousseff . A estratégia do PSDB é ampliar a vitória no Estado para 1 milhão de votos no segundo turno. O principal cabo eleitoral será o governador eleito pelo PSDB, Beto Richa, que disse nesta sexta-feira que "sofreu" durante a campanha. "Perdi muito apoio de prefeitos diante da pressão do governo do Estado", afirmou.

Richa espera que, agora, as lideranças que lhe fizeram oposição no primeiro turno possam apoiar Serra na segunda etapa da eleição presidencial. "Essas lideranças vão pensar de outra forma porque eu fui eleito governador e essa pressão arrefece muito seu efeito", disse.

Assim como o senador eleito Aécio Neves (PSDB-MG) e o governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB-SP), Beto Richa foi convocado pelo partido para fazer campanha por Serra em vários Estados além de sua terra natal. A força-tarefa composta pelas principais lideranças tucanas deve visitar Estados como Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, entre outros.

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições preleições serrapleito 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG