Candidato tucano ao governo do Paraná vai seguir tendência nacional, diz Flávio Arns, vice na chapa de Beto

O candidato Beto Richa (PSDB), da Coligação Novo Paraná, anunciou nesta terça-feira que pretende criar a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, para trabalhar pela inclusão social e o acesso das pessoas portadoras de deficiência a todos os bens, produtos e serviços. “Vamos trabalhar para tornar o Paraná uma referência para o Brasil nesta área, com uma visão moderna e humana”, afirmou Richa, ao lado do candidato a vice-governador, Flávio Arns. 

“O Paraná estará seguindo uma tendência nacional, como já acontece em São Paulo e como José Serra pretende fazer no Brasil, criando um Ministério para a área”, acrescentou Arns. “A Secretaria terá o papel fundamental de articulação com as demais áreas como saúde, educação, ciência e tecnologia, a favor da inclusão desse segmento.”

Conselho Municipal
Quando foi prefeito de Curitiba, Beto regulamentou o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência, para definir políticas municipais e trabalhar de forma integrada com obras e programas de outras áreas. Segundo o IBGE, cerca de 14,5% da população brasileira possui algum tipo de deficiência. Aplicada essa mesma proporção ao Paraná, chega-se a 1,5 milhão de paranaenses com algum tipo de deficiência.

Outros levantamentos do IBGE mostram que há muito por fazer para a inclusão das pessoas com deficiência. Enquanto a taxa de alfabetização de pessoas sem deficiência com mais de 15 anos chega a 87,1%, entre as pessoas com deficiência essa proporção cai para 72%. A taxa de freqüência escolar entre crianças até 14 anos sem deficiência é de 94,5%, mas pode cair para 61% em crianças da mesma idade com alguma deficiência física permanente.

No mercado de trabalho, a situação não é diferente. Do total de pessoas com deficiência em idade ativa, somente 1,6% estão no mercado formal de trabalho, segundo dados de 2008.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.