Richa promete não privatizar Porto de Paranaguá caso seja eleito

Candidato do PSDB ao governo do Paraná voltou a criticar administrador anterior do terminal, irmão de Roberto Requião

Francisco Camargo, iG Paraná |

Reunido com presidentes dos sindicatos avulsos do Porto de Paranaguá, na noite de ontem, Beto Richa (PSDB) aproveitou para rebater o que classificou de onda de boatos sobre a privatização de empresas públicas e reafirmou o compromisso de manter o terminal como empresa pública.

“Em meu governo, o porto será público e forte, eficiente e com credibilidade. Aqueles que espalham boatos de que o porto e outras empresas públicas serão privatizadas usam a mentira para tentar se beneficiar politicamente”, afirmou.

O candidato garantiu ainda que os trabalhadores serão ouvidos em todas as decisões para novos investimentos e melhorias do Porto, comprometendo-se ainda a trabalhar para trazer de volta o volume de carga geral - madeira, papel, açúcar ensacado, algodão, celulose e outros produtos - perdida por Paranaguá para portos de outros estados.

E voltou a criticar a administração anterior, de Eduardo Requião, irmão do candidato do PMDB ao Senado, Roberto Requião.

“O porto terá uma administração profissional, com um superintendente técnico e competente, que não seja apenas mais um indicado político ou parente de alguém, que entenda de portos e que saiba ouvir as pessoas que vivem da atividade portuária. Vou cobrar isso pessoalmente”, disse o tucano.

    Leia tudo sobre: beto richaporto de paranaguáeleiçõesparaná

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG