Restrição às campanhas começa nesta sexta

Atividades eleitorais dos candidatos ficarão restritas ao corpo a corpo. Candidatos se despedirão dos debates nesta quinta-feira

Priscilla Borges, iG Brasília |

As restrições às campanhas eleitorais vão começar. A partir desta sexta-feira, os eleitores deixarão de ver os candidatos apresentando propostas em propagandas de rádio e TV. A veiculação de programas políticos será proibida, assim como a realização de comícios e reuniões públicas.

Nesta quinta-feira, os eleitores poderão ver os candidatos das eleições 2010 nos últimos debates. Os encontros não poderão ultrapassar as 7h de sexta-feira, segundo regras do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prazo foi, inclusive, ampliado na última terça-feira. Os ministros do TSE decidiram ampliar o horário limite dos debates no primeiro turno, que terminariam à meia-noite.

Os candidatos ainda poderão fazer campanha no corpo-a-corpo e distribuir materiais gráficos aos eleitores. As caminhadas, carreatas e passeatas estão liberadas até as 22h de sábado. Depois, apenas os eleitores podem se manifestar silenciosamente, usando camisetas e broches, por exemplo.

As leis eleitorais, apesar das proibições não definem punições para quem descumprir as regras. Caso alguma determinação fosse violada, o Tribunal Superior Eleitoral se manifestaria apenas se recebesse questionamentos formais de entidades ou partidos políticos, por exemplo.

O último encontro entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) será realizado hoje, a partir das 22h, nos estúdios da Rede Globo no Rio de Janeiro. O debate será transmitido para todo o País.

Imprensa
As publicidades pagas na imprensa também têm data limite para veiculação: 1º de outubro. Mais uma vez, não há definições prévias de sanções ou multas para quem descumprir as regras.

    Leia tudo sobre: eleiçõesTSEcampanhas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG