Requião: 'Não vou sair da política brasileira'

Ex-governador do Paraná afirma que concorre ao Senado se candidatura à Presidência não for aprovada

Gabriel Costa, iG Brasília |

O ex-governador do Paraná Roberto Requião gravou e publicou um vídeo onde diz que, caso sua candidatura à Presidência não seja aprovada, vai concorrer à vaga no Senado pelo Paraná. O senador peemedebista Pedro Simon (RS) registrou na quarta-feira, na Executiva Nacional do partido, a a pré-candidatura de Requião. A direção do PMDB, no entanto, condicionou a aceitação do registro à desistência do ex-governador, confirmada por escrito, da candidatura ao Senado que havia anunciado inicialmente.

O gesto foi a estratégia encontrada pelo partido para que a decisão de Requião não prejudique a posição do presidente nacional do PMDB, deputado federal Michel Temer, candidato a vice na chapa da presidenciável Dilma Rousseff (PT). Na gravação, o ex-governador do Paraná diz não ter certeza se a condição proposta partiu da Executiva Nacional do PMDB, e avisa: "Não vou sair da política brasileira".

“Não acredito que o Diretório Nacional presidido pelo meu amigo e constitucionalista Michel Temer tenha a intenção de se manter nesse veto bárbaro e nessa exigência absurda. Vamos ver isso na convenção nacional. Eu estarei lá”, afirma Requião.

O PMDB reunirá na segunda-feira, dia 7, a Executiva Estadual do partido para discutir a pré-candidatura à reeleição do atual governador Orlando Pessuti, a intenção de Requião de concorrer à Presidência e possíveis alianças com os demais partidos no estado.



    Leia tudo sobre: paranáRoberto RequiãoPMDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG