PV vai pedir impeachment deputados no Paraná

Nelson Justus (DEM) e Alexandre Curi (PMDB) são alvo do MP por suposto envolvimento em contratação de funcionários fantasmas

AE |

O Partido Verde do Paraná vai protocolar amanhã uma representação no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa pedindo a perda de mandato dos deputados Nelson Justus (DEM), presidente da Casa, e Alexandre Curi (PMDB), primeiro-secretário, por quebra de decoro parlamentar. Os dois foram alvo de ações do Ministério Público Estadual por crime de improbidade administrativa, por terem assinado  a contratação de funcionários fantasmas.

O MP pede o afastamento dos dois parlamentares dos cargos que ocupam. Na ação, o PV cita uma série de reportagens realizadas pelo jornal Gazeta do Povo e pela TV Paranaense, ambos da Rede Paranaense de Comunicação, que apontaram ter a Assembleia editado diários secretos com a finalidade de dar a impressão de legalidade às contratações dos funcionários.

O MP afirma que, até agora, conseguiu comprovar o desvio de cerca de R$ 26 milhões, por meio de contas abertas para esses funcionários "fantasmas", e já apresentou várias denúncias. Estão presos sob acusação de participação no esquema os ex-diretores Abib Miguel (Geral), José Ary Nassiff (Administrativo) e Cláudio Marques da Silva (Pessoal).

O PV destaca que, em cumprimento do Regimento Interno da Assembleia Legislativa, Justus e Curi não poderiam desconhecer os atos dos diretores, que são a eles subordinados diretamente, e nem o destino dado aos recursos.

O pedido de afastamento dos cargos também deve tomar as ruas do Paraná na terça-feira, quando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pretende realizar um protesto "em defesa da moralidade e da transparência", às 18 horas. Em Curitiba, a manifestação está prevista para ocorrer na Boca Maldita, no centro da cidade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG