PV baiano lança Bassuma ao governo do Estado

Partido não fez coligações e terá apenas um minuto e vinte segundos de tempo de TV durante a campanha

Lucas Esteves, iG Bahia |

O deputado federal Luiz Bassuma (PV-BA) foi lançado oficialmente pelo seu partido neste sábado como candidato ao governo do Estado. O evento, que aconteceu no Hotel Sol Bahia Atlântico, no bairro de Pituaçu, em Salvador, contou com uma militância animada e convicta de que, no aniversário de 20 anos da legenda na Bahia, é chegado o momento do tradicional apoiador esquerdista assumir uma postura protagonista na política local.

Bassuma se filiou ao PV no ano passado depois de deixar o PT em um desgastante processo devido à defesa intransigente do deputado da proibição do aborto. Ele alega que o partido tentou calar sua voz à época e que isso representou uma decepção em relação à sua atuação política interna, que teve início nos anos 90. A chegada do ambientalista ao PV coincidiu com a da ex-senadora Marina Silva ao  PV nacional, de forma que as duas candidaturas foram gestadas e concebidas simultaneamente.

Marina esteve em Salvador no último dia 20 de maio para abençoar pessoalmente a candidatura do ex-petista e não pode estar presente ao evento deste sábado por estar participando das convenções do PV em São Paulo e Rio de Janeiro. Para Bassuma, que é espírita, a confluência de energias que cerca sua candidatura e a da própria Marina fará com que a candidata certamente chegue ao segundo turno das eleições deste ano. Esta energia, segundo ele, embala sua campanha.

“Conheci pessoas recentemente que entraram para a campanha que, mesmo sem termos tanta intimidade, revelaram que têm a energia exata para fazer o melhor acontecer. Uma companheira, que está ali e é agora pré-candidata a deputada, conseguiu se curar de um câncer há pouco tempo exatamente no momento em que a campanha começaria. Para mim, isso são sinais inequívocos de que uma onda vem aí e contagiará as pessoas em nosso favor”, analisa.

A campanha, segundo ele, será marcada pela criatividade, uma vez que o PV não fez coligações – consideradas inadequadas pelo pleiteante – e não há a presença da “máquina” para financiamento e divulgação. “Vamos trabalhar com muita criatividade. As melhores idéias serão aplicadas por nós. Não temos dinheiro, mas temos a vontade. Com certeza, não faltará o necessário”, garante.

Na prática, a divulgação do nome de Bassuma como postulante ao Palácio de Ondina terá dois momentos. O primeiro, que acontece até o próximo dia 15 de agosto, será de percorrer com a coordenação de campanha e apoios mais significativos as 12 maiores cidades da Bahia e conversar com lideranças locais e fazer comícios. Depois, a divulgação se concentrará em cidades menores em debates em veículos de comunicação e aproveitamento do pouco tempo de TV de que o partido dispõe, cerca de um minuto e 20 segundos. Para o presidente do partido, Ivanílson Gomes, o pouco espaço na TV não preocupa o PV este ano. “O ex-presidente Fernando Collor se elegeu com menos tempo de TV que nós”.

    Leia tudo sobre: PVBahiaeleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG