Direção regional da sigla resiste em apoiar peemedebista e quer Fernando Pimentel na cabeça de chapa

O PT mineiro decidiu pedir ao ex-ministro Hélio Costa para trocar o projeto de ser governador pela candidatura única ao Senado na chapa dos partidos aliados do presidente Lula no Estado. Em reunião marcada para daqui há pouco, às 16 horas, com dirigentes do PMDB estadual, os líderes petistas vão dizer que, se insistir em ser candidato ao governador fiando-se no suposto apoio do presidente Lula, Costa não terá apoio efetivo do PT na campanha.

A decisão de apelar a Costa para desistir foi tomada em reunião hoje de manhã de representantes do PT e dos aliados PCdoB, PR e PRB. No fim do encontro, o presidente estadual do PT, deputado federal Reginaldo Lopes, anunciou a proposta dos quatro partidos para Costa: Fernando Pimentel governador, Clésio Andrade (PR) vice e Hélio Costa para o Senado. O PT também vai propor uma chapa única para deputados estaduais e federais.

“O cenário mudou de maio para cá e hoje o Pimentel é o candidato que está melhor nas pesquisas qualitativas e quantitativas. A base do PT, prefeitos, vereadores não vão aceitar uma candidatura que não seja a de Pimentel”, disse o deputado federal Miguel Correa Júnior, que também participou da reunião na casa do empresário Clésio Andrade.

Os dirigentes do PT mineiro foram enfáticos em descartar uma intervenção da Executiva Nacional do partido para assegurar a cabeça de chapa a Hélio Costa. “Isso enfraqueceu muito ( essa possibilidade ) por causa das pesquisas que fizemos mostrando o crescimento do Pimentel”, disse Lopes. “O PT nacional e o próprio presidente Lula sabem que uma candidatura que nasce assim, de uma imposição, terá muita dificuldade”, completou Miguel Correa.

Os petistas também desdenharam o efeito negativo das acusações do envolvimento de Pimentel na suposta produção de um dossiê contra o candidato José Serra. “Isso não existe. Quem entende de dossiê é o Serra”, disse Reginaldo Lopes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.